Agora na França

A NÃO
PERDER 

Festivais, exposições, concertos ou outros eventos… Em France.fr, tal como em toda a França, há sempre alguma coisa acontecendo.

O Que Fazer?

Visite
a França 

Visitar lugares culturais excecionais ou fazer caminhadas nas montanhas. Um passeio a dois pela rota dos vinhos ou um cruzeiro com as crianças… Que viagem gostaria de fazer pela a França desta vez?

8 formas de descobrir a Provença no inverno

A Aranha de Louise Bourgeois, no Castelo La Coste 
Para si, a Provença é sinónimo de verão, piscina e lavanda? Está enganado! Este fantástico território reserva belas surpresas no inverno. Apresentando um clima ameno e céu azul luminoso, a região revela um grande encanto. Siga o guia.
Explorar Baux-de-Provence.

Just a whole lotta rock 'n' roll 🎵 #ruins

Une publication partagée par l i z z i e (@lizziecritt) le

Situada no cimo de uma colina, esta aldeia fortificada é invadida pelos visitantes no verão. Mas no inverno, as suas ruas estreitas de calçada e os vestígios minerais do castelo respiram tranquilidade. Não perca uma exposição de luz no Carrières de Lumières e um passeio pelo rochedo.

Descobrir Sainte-Victoire de outra maneira.

A leste de Aix-en-Provence, esta montanha que Cézanne imortalizou cerca de sessenta vezes é o símbolo da Provença. Em vez de uma subida extenuante debaixo de um sol abrasador, imagine o caminho dos Picos com a neve e, pelo caminho, ainda poderá encontrar cabras e ovelhas.

Decobrir as calanques com um azul profundo.

As calanques, estas enseadas nas falésias brancas escarpadas, são ainda mais impressionantes com a luz intensa do inverno. Vinte quilómetros de enseadas escarpadas e imaculadas… ou o início de uma bela aventura, de bicicleta, a pé ou rappel.

Embeber-se de arte no castelo La Coste.

Instalação in situ de Daniel Buren, edifício de Tadao Ando, móbile de Calder, aranha de Louise Bourgeois... desfrute dos encantos de um domínio vinícola excecional para apreciar a arte contemporânea durante um passeio pela vinha. Este inverno 2017-2018, conta com a presença do artista JR.

Passear sem confusão em Marselha.

📍📽🌇 #streetart #streetphotography #playground #urban #event #industrial #brand #marseille #work

Une publication partagée par Tristan Bto (@tristanbto) le

Conheça a cidade numa época calma. Descubra o Mucem sem filas de espera e a arquitetura de Rudy Ricciotti, visite o lar Vieille Charité sem a multidão habitual e experimente o programa cultural eclético de La Friche La Belle de Mai.

Delicie-se em Puyricard.

A aldeia de Puyricard é de passagem obrigatória para os mais gulosos. Chocolates finos, orangettes, calissons, frutas cristalizadas... Quando um chocolateiro provençal nos abre a porta, esquecemos depressa a temperatura que está lá fora.

Seguir os passos de Van Gogh em Arles.

Foi no dia 20 de fevereiro de 1888, com um tempo muito rigoroso, que Vincent van Gogh chegou a Arles. Terá passado 14 meses especialmente prolíficos, inspirado pela luz e pelas cores das estações da Provença. Para reviver a história nas mesmas condições, abra a porta da fundação Van Gogh e percorra a cidade com as temperaturas baixas.

Festeje a apanha da azeitona na Haute-Provence.

Na colina de Manosque, o mês de novembro é dedicado à azeitona. Para conhecer a sua cultura e provar o primeiro azeite do ano, com aromas a alcachofra, pimenta e erva fresca, visite o Moulin de Gouvan, em Forcalquier, ou o ecomuseu L’Olivier, em Volx.

Como chegar à Provença