Tour de France 2019: 7 desvios para descobrir os arredores do circuito

No dia 6 de Julho, a 106ª edição da maior corrida de ciclismo do mundo começará em Bruxelas. A partir da 3ª etapa, os cavaleiros e a caravana do Tour encontram as estradas da França e suas belas paisagens até o dia 28 de Julho, com o ponto de chegada nosChamps-Elysées, em Paris. De Champagne aos Alpes, a passar pela Alsácia, Pirineus, Occitânia e Provença, os 3.400 km da rota de 2019 prometem um espetáculo e suspense. O evento também proporcionaa oportunidade para as belas descobertas. O Tour de France é uma ótima oportunidade para descobrir a França e a riqueza de suas regiões.

De Epernay à Reims, Champagne!

Não sabemos quem vencerá a 3ª etapa poisnecessitará subir as costas antes da fase final em Epernay. Mas a capital deChampagne, em seu autêntico cenário de vinhedos, reservará certamente suas melhores garrafas para o vencedor. Oclima deve brilhar no dia seguinte em Reims! Para apresentar os segredos da fabricação da famosa bebida, é essencial fazer uma visita à adega. Em Boursault, na propriedade da família, Charlotte e Hervé Le Gallais organizam excursões excepcionais de turismo entre os vinhedos. Em Reims, Ruinart, a mais antiga casa de Champagne, expõeseus preciosos frascosem uma estrutura subterrânea a 38 metros abaixo da terra.

A subidaentre Vosges e Alsácia

Para conectar Saint Die desVosgesà Colmar na Alsácia, os atletasdeverão percorrer a subida que leva à Haut-Koenigsbourg, uma fabuloss fortaleza que oferece uma vista esplêndida sobre a planície da Alsácia e de Vosges. Em um dia claro de céu aberto podemos avistar também os Alpes e o MontBlanc. No dia seguinte, a subida do Ballon d'Alsacedemandará aos atletastodos os seus esforços e concentração. Ou seja, eles terão pouco tempo para contemplar a famosa linha azul deVosges. Mas nós sim! Especialmente se vestirmos calçados apropriados para a caminhada,podemos dar a volta no Balloon d’Alsace ou contemplar o FrontdesVosges. Natureza, ar puro e gastronomia.. Belos endereços com cardápios deliciosos estãono programa!

Albi, no coração da Occitânia

No dia 16 de Julho, a caravana do Tour de France fará uma pausa para um merecido descanso em Albi antes de seguir para Toulouse e Pirineus. Esta é uma oportunidade para descobrir achamada “cidade vermelha”. Uma esplêndida cidade episcopal classificada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, com sua famosa catedral de tijolos fortificada. Aqui estamos no coração da Occitânia, no departamento de Tarn, onde a vida é um sonho. Procuras por pontos atrativos? Temos o castelo de Salettes,a menos de 30 km de Albi. A antiga propriedade da família Toulouse-Lautrec se localiza nos magníficos vinhedos de Gaillac. Sente-se inspirado?

Descubra os Pirineus

NosPirineus, o pelotão de ciclismo se aproxima da alta montanha. Na beira da estrada, o clima atinge os picos de euforia. Entre Toulouse e Foix, a passar porPau,Tarbes e Barèges, precisamos encorajar os atletas, pois não menos de 9 passes estão no programa, incluindo o famoso Tourmalet, a 2115m! Gostarias deoutra alternativa mais tranquila nos campos? Temos o ROC, para um refúgio fora da cidade. Este é um segredo bem guardado no coração do vale de Ossau, localizado a 30 km de Pau. Gostarias de ir além? Descubra a região mais a leste até o Monte Canigou. Como uma recompensa pela escalada a pé ou de mountainbike, terás a vista esplêndida do Mediterrâneo a 2784 m de altitude. Haja coração!

Em Nîmes, arenas e a pequena rainha

Em 2019, o Tour de France durará nove dias na Occitânia. Nîmes, a antiga e bela capital de Gard, será particularmente um local de festa com um dia de descanso dos atletas e, a seguir, inicia-se uma grande volta de 177 km. Esta é uma oportunidade para fazer uma pausa cultural e descobrir os tesouros da cidade, incluindo o novo Museu da Romanidade (Musée de laRomanité), assinado por Elisabeth de Portzamparc, em frente à arena bimilenária galo-romana.

Pedalar na Pontdu Gard em Provença

Pontdu Gard é o mais visitado monumento antigo na França. De tamanho colossal, com quase 50 000 toneladas de lindas arcadas, e, notavelmente listada como Patrimônio Mundial da Unesco, a Pontdu Gardfoi escolhida para ser o ponto de partida desta etapa. A partida será realizada no dia 24 de Julho. Esperamos que a beleza do local impulsione os atletas para chegarem àGap, nos Hautes-Alpes, após um longopercurso de 206 km.

Nós respiramos nos Alpes

O pelotão de ciclismo terá de aproveitar seu momento ao se aproximar dos Alpes – a etapamais gloriosa do Tour – antes da chegada àParis, nos Champs-Elysées. Nos Alpes, seis subidas excederão a marca dos 2,000m, incluindo o Col de l'Iseran, a mais elevadapassagemda França e, também, o ponto mais alto do Tour deste ano, 2019. Poucos dias antes da final, fique de olho na classificação geral, mas não esqueça de descobrir os artesãos dos Alpes. Especialistas com couro, madeira, pedra ou argila.... Tradições que conquistam o coração de todos os seus visitantes.

Ir mais
longe