As especialidades gastronômicas da região

A Tarte Tatin

Esta famosa tarte de maçã invertida e voltada no momento de servir nasceu no Vale do Loire, em Sologne. Suas maçãs caramelizadas e muito macias são uma delícia.

As peras ou maçãs esmagadas à moda antiga

Elas começam por ser desidratadas em um forno, sendo depois esmagadas com um martelo. Um gesto ancestral a descobrir no Troglo des pommes tapées, em Turquant ou em Rivarennes, capital da pera esmagada.

Os pralinês de Montargis

Estas amêndoas torradas e envolvidas em caramelo perfumado com baunilha são crocantes como se quer. Somente a Maison Mazet, em Montargis, as fabrica.

O sal de Guérande

O ouro branco do Vale do Loire se coleta segundo um método ancestral, nos pântanos salgados de Guérande. Para o comprar, visite por exemplo a Terre de sel e a Maison des Paludiers.

Os peixes do Loire

O rio está cheio de bons peixes de água doce. O lúcio, designadamente, que é O peixe por excelência. Uma delícia com molho de manteiga branca, especialidade da região de Nantes. Outros peixes, como o pique, são transformados em uma terrina (podemos encontra-los designadamente no Comptoir de Loire, próximo do castelo de Blois).

Os queijos

Os queijos de cabra são verdadeiras estrelas: referimos designadamente o queijo de Sainte-Maure-de-Touraine (cilindro atravessado por uma palha), o queijo de Selles-sur-Cher (em forma de disco) e o queijo de Valençay (pequena pirâmide cortada no topo, para desgustar com o vinho do mesmo nome). Do lado de Nantes, existe o Curé Nantais, com leite cru de vaca, que nos faz querer comer mais…

Os cogumelos

50% dos "cogumelos de Paris" são produzidos na região de Saumur! Eles são cultivados em caves para cogumelos, instaladas em conjuntos trogloditas muito antigos (século XV na construção para cogumelos de Saut du Loups, em Montsoreau!) que podem ser visitados.

Os torresmos de Touraine e os patês rillettes de Tours

Estes dois produtos de charcutaria são fabricados à base de porco. As rillettes, obtidas graças a uma cozedura prolongada, se degustam com pão. Os torresmos (cubos de peito confitados) são deliciosos como prato principal, com lentilhas e batatas ou ainda com salada.

O vinagre e a mostarda de Orléans

O vinagre nasceu de um acidente na Idade Média: alguns vinhos, transportados em embarcações, chegaram “picados”. A partir de 1394, as companhias de vinagres de Orléans exportavam seus produtos até à Índia. Atualmente, resta somente uma: a Maison Martin-Pouret, desde 1797. Ela fabrica também a famosa mostarda de Orléans.

Os vinhos

Brancos, tintos, espumantes… o vinhedo do Vale do Loire mima os apreciadores de vinho. As Caves do Loire, em Brissac, levam-nos a descobrir uma bela seleção de vinhos do Loire, do Pays Nantais até Sancerre. 140 enólogos no total! Ainda mais original, para se familiarizar com a enologia: um escape game. É o que nos propõem os enólogos Pierre e Bertrand Couly próximo da Fortaleza Real de Chinon.