5 modos de vivenciar a Côte d’Azur dos pintores

Você tem um pequeno talento ou nenhum em especial, mas gostaria ainda assim de experimentar a vida de artista? Perfeito! Você está no lugar certo! Siga os mestres… Matisse de Nice até Vence, Picasso em Antibes, Chagall e Dufy na rota dos pintores e desfrute da Côte d’Azur deles.
Reformule a sua teoria da cor no Museu Matisse

Picasso teve o seu período azul, depois rosa. Chagall era adepto do azul e do verde. « Eu procuro simplesmente colocar cores que refletem a minha sensação », dizia Matisse sobre o assunto. Uma teoria muito pessoal, mas que parece mesmo funcionar quando contemplamos os quadros do mestre dos fauvismo no Museu Matisse em Nice. O que você acha?

Estabeleça a sua palete de azuis ao longo da Côte d’Azur dos Pintores

De Antibes até Menton são apenas 50 km de estrada. Perfeito para uma road trip ao longo da Côte d’Azur dos pintores. As estantes de coro substituíram os cavaletes, mas a palete dos azuis que inspirou as mais belas telas permanece imutável: ela é infinita… Com a máquina fotográfica na mão, é a sua vez de captar as nuances. O azul matinal, antes do amanhecer. O azul do meio dia, quando o sol está no seu zênite. O azul do anoitecer, no sombrear do lusco fusco.

Instale-se, como Picasso, na casa dos Grimaldi em Antibes

Quem disse que a vida de artista não se compara com a vida num castelo? Com certeza que não foi Picasso! Utilizando apenas a força do seu pincel, ele gentilmente manteve à distância a família Grimaldi, fora dos muros do seu castelo em Antibes. Instalando aí o seu ateliê inicialmente. Depois expondo as suas obras realizadas no local no primeiro andar. Em 1966, era o equivalente a um assalto! O castelo dos Grimaldi já não existe, deu lugar ao Museu Picasso.

Toque no sagrado na Capela do Rosário

Ele concebeu os seus planos e pensou nos mínimos detalhes. Desde os vitrais às pias batismais, das estalas aos ladrilhos de cerâmica sobre os quais Matisse pintou os painéis da Via Crucis. Ele elevou nessa capela a arte e a luz ao nível do sagrado. Ele considerava esta capela como seu trabalho mais completo, a sua obra prima de arte sacra. Em Vence, a Capela do Rosário é conhecida como a Capela Matisse…

Almoce na mesa dos pintores no restaurante La Colombe d’Or

Sentiu uma ponta de fome ao sair da Fundação Maeght em Saint-Paul-de-Vence? Uma mesa de artistas espera por você a alguns passos daí. O chef do restaurante La Colombe d’Or, Paul Roux, alimentou muitas mesas compostas por pintores. Toda a palete das cores e dos sabores da Côte d’Azur compõem a sua cozinha. Deixe-se tentar pelo mítico tabuleiro de hors d’œuvres da Provença: delícias recheadas, cebolas confitadas, pimentões grelhados no azeite, anchovas… Bom apetite!