Agora na França

A NÃO
PERDER 

Festivais, exposições, concertos ou outros eventos… Em France.fr, tal como em toda a França, há sempre alguma coisa acontecendo.

O Que Fazer?

Visite
a França 

Visitar lugares culturais excecionais ou fazer caminhadas nas montanhas. Um passeio a dois pela rota dos vinhos ou um cruzeiro com as crianças… Que viagem gostaria de fazer pela a França desta vez?

Volta à França 10 etapas que darão aos corredores vontade de se deterem

Em Vittel, a tentação de tomar um banho

23 dias. 21 etapas. 3540 km. E,a cada curva,um lago de montanha translúcido, a prova de “grands crus”ou um concerto de jazz ao ar livre... Os corredores da Volta à França serão capazes de resistir às tentações que os esperam?

1. Em Vittel, a tentação de tomar um banho
Florestas frescas e cheias de musgo da zona de Vosges, águas murmurantes das fontes termais, em Vittel o tempo detém-se e as cores terão certamente vontade de fazer o mesmo.

2. Em Nuits-Saint-Georges, a tentação de tomar um copo
Os ciclistas da Volta abandonarão as vinhas de Borgonha sem saborear a frescura das adegas nem a volúpia dos vinhos “Côtes de Nuits”?
3.Em Nantua, a tentação de fazer como o lagostim
Para a felicidade dos lagostins, dos veraneantes e dos utilizadores do Instagram, a água do lago de Nantua tem a transparência de um atol tropical. Com pouca vontade de pedalar, os nossos fatigados heróis sonharão certamente com praticar aí um pouco de windsurf.

4. Em Dordogne, a tentação de caçar o mamute
Se não for por preguiça ou por gulodice, irão os corredores da Volta deixar de correr para irem descobrir os frescos deslumbrantes da gruta de Lascaux no seu museu acabado de inaugurar?

5. Em Pau, a tentação de pedir um desejo
Já a meio do percurso. Entãocalharia bem, desta vez, apanhar um teleférico para passar uma noite de verão no observatório do Pic du Midi, em amena cavaqueira com a via látea.

6. Em Romans, a tentação de voltar a saborear “ravioles”
Muito pequeninos. Muito finos. E cremosos. Tão cremosos. Entre tantos pretextos para a gulodice, os bonitos “ravioles” de Romans, só por si, merecem uma viagem.

7. Em Briançon, a tentação de se deixar ir
As etapas de montanha não são as mais fáceis. No entanto, seria tão bom poder descer rapidamente esta inclinação em sentido inverso, sobre as águas vivas do vale de Serre-Chevalier...

8. Em Rodez, a tentação de pensar na vida
No Museu Soulages de Rodez, denegro em negro, e da sombra para a luz, poder-se-ia bem, se assim se quisesse, parar de correr para pôr a vida entre parêntesis por umas horas.

9. Em Marselha, a tentação de mexer o corpo
Para melhor competir com os corredores, o Festival “Jazz des 5 Continents”(Jazz dos 5 Continentes) arranca em Marselha ao mesmo tempo que a Volta.Aí, de frente para o Mediterrâneo, pode-se esquecer tudo, enquanto se dança ao som dos ritmos do mundo inteiro.

10. Em Paris, a tentação de ficar na esplanada
Dos caisdo Sena aos relvados de Villette, e até aos telhados dosedifícios, por vezes, o verão dá a Paris uns ares de beira-mar. A hora de almoço prolonga-se até à do primeiro copo, correndo o risco de falhar a linha de chegada.

Ir mais
longe