Arco do Triunfo / Arc de Triomphe

Uma vista única sobre as Champs Élysées, a mais bela avenida do mundo. Este monumento emblemático traz os nomes ilustres da nação e abriga o túmulo do soldado desconhecido cuja chama se reacende todas as noites.

Iniciativa napoleónica.

Esta construção, situada no centro da praça de l'Etoile e no alto da Avenida dos Campos-Elíseos, é um modelo de arquitectura. Auréola de glória após o seu triunfo em Austerlitz, Napoleão Bonaparte decidiu mandar erigir aqui em 1806 um monumento dedicado ao Exército Imperial.
A construção assumiu a forma de um Arco do Triunfo, alusão ao seu génio militar e à Antiguidade.
Construído por Jean François Chalgrin, que foi buscar inspiração ao arco romano de Tito, o Arco oferece do alto dos seus 50 metros de altura e 234 degraus uma vista única sobre Paris inteira.
O Soldado Desconhecido repousa na base do Arco do Triunfo desde 1921 e a chama da recordação é reacendida todos os dias às 18h30.

No coração da vida trepidante de Paris, num bairro onde o mundo dos negócios se mistura com o comércio e o turismo, o Arco do Triunfo de Paris, além do valor arquitectónico e artístico, está ligado ao inconsciente colectivo.
Faz parte da paisagem urbana monumental bem como da cultura nacional francesa.

O Arco do Triunfo é um passeio imperdível para turistas como o museu do Quai Branly.

image__header__museu-do-quai-branly-jacques-chirac-em-paris__musee-quai-branlyc-paris-tourist-office-photographe-david-lefrancjpg

Museu do Quai Branly de Paris - Jacques Chirac vem honrando a arte indígena e as civilizações não-ocidentais desde sua inauguração em 2006. O objetivo do museu é estimular o diálogo intercultural e sublinhar a importância da arte e do patrimônio não-ocidental.

Instalado nas margens do Sena, o Quai Branly abriga uma série de exposições permanentes mostrando as obras de arte das culturas Africana, americana, asiática e culturas oceânicas.

Um Museu Diverso
TO museu em si é composto de três seções:

• Coleção de instrumentos musicais;

• Coleções têxteis - incluindo mais de 25.000 peças

• Coleções históricas (ligadas à exploração global e à história do colonialismo francês).

Projetado por Jean Nouvel, a arquitetura do prédio deixa seus visitantes sem palavras. Desfrute de um ambiente contemporâneo, que defende um ambiente verde com luxuosos elementos naturais (incluindo plantas vivas) misturados com elementos de construção moderna, formando um contraste nítido com a agitação da vida parisiense.

Procurando um espaço verde no centro da cidade? Um verdadeiro paraíso localizado perto da Torre Eiffel, o museu tem uma longa passarela - construída em parte de madeira - que atravessa 36.000 m² de jardins selvagens.

De Vidro e Verdura
Uma parede de vidro de 200m de comprimento (e 12m de altura) marca a entrada do museu a partir do Sena.

Ao longo desta fachada de vidro, o botânico Patrick Blanc criou 800m² de parede viva coberta de plantas que certamente deliciarão os entusiastas botânicos. Há uma variedade surpreendente de vegetação da China, Japão, Estados Unidos e Europa Central.

Jardim-Museu
Dentro do museu há grandes reservas abertas aos pesquisadores, uma biblioteca multimídia, salas de aula, salas de conferência e um teatro que se abre para o "anfiteatro verde" no verão.

Endereço

Musru do Quai Branly

37 Quai Branly 75007 Paris

Assim como o Museu do Louvre, o maior museu do mundo.

O verdadeiro templo da arte, guardião de sua Pirâmide do Louvre projetado pelo arquiteto Ming Pei em 1989.

Se houvesse somente um museu para visitar...
O Museu do Louvre, o maior museu do mundo, o verdadeiro templo da arte, guardião de sua Pirâmide do Louvre projetado pelo arquiteto Ming Pei em 1989, e inaugurado pelo então presidente François Mitterrand, no Pátio Napoléon, preserva numerosos tesouros de todo o mundo.

Idealizado pelo rei Francisco I, no século XVI, este edifício tem atualmente várias salas abertas ao público: arte egípcia, ocidente, islâmicas, gregas, etruscas, romanas e pinturas e esculturas da Idade Média até o século XIX.

O Museu do Louvre, símbolo cultural de Paris, tem obras emblemáticas, como a Mona Lisa de Leonardo da Vinci, O casamento em Caná da Véronèse ou a Vênus de Milo.
Museu Louvre
Você pode ver a famosa escultura de Carlos Magno, o medalhão auto-retrato de Jean Fouquet ou mobiliário de estilo rococó.

O museu tem um departamento de artes gráficas onde as obras são ocasionalmente expostos, devido aos cuidados para a sua conservação.

Durante anos, o museu do Louvre também abrigou o pavilhão de arte primitiva. Este anexo ao Museu Quai Branly oferece ao público a descoberta de uma centena de obras de arte Africano, Asiático, Oceania e Américana.

-> Um pouco sobre a cultura de Paris em 2020

PARIS 

Ir mais
longe