Agora na França

A NÃO
PERDER 

Festivais, exposições, concertos ou outros eventos… Em France.fr, tal como em toda a França, há sempre alguma coisa acontecendo.

O Que Fazer?

Visite
a França 

Visitar lugares culturais excecionais ou fazer caminhadas nas montanhas. Um passeio a dois pela rota dos vinhos ou um cruzeiro com as crianças… Que viagem gostaria de fazer pela a França desta vez?

Os nossos 6 lugares preferidos para admirar o pôr do sol na Martinica

A praia de Salines, a não perder na Martinica.
O céu que se cobre de nuvens roxas, violeta ou douradas. As colinas e o Monte Pelée que parecem esculpidos por uma luz cor de cobre. Os perfumes, os sons e a frescura da noite… São estes os nossos lugares preferidos para apreciar os magníficos pores do sol na Martinica.
O mais contemplativo: em Carbet

Na Anse Marigot, perto da aldeia de Carbet (não muito longe de Saint-Pierre), instalamo-nos num terraço criado para desfrutar da vista. Neste miradouro envolto por uma vegetação rasteira, suspenso sobre o mar, sentimo-nos como se estivéssemos na ponta do mundo… ou na ponte de comando de um barco a navegar nas Caraíbas. Ao longe, uma vela branca capta os últimos raios de sol. Em seguida, o céu coberto de nuvens pinta-se de cor-de-rosa e de violeta… Depois, podemos jantar na praia de Carbet um peixe grelhado ou frango com leite de coco numa cabana junto à água.

O mais festivo: em Grande Anse d'Arlet
Pôr-do-sol em Anses d'Arlet, no oeste da ilha.

Anses d'Arlet, com os seus barcos coloridos na praia, rodeada de montanhas verdejantes, não é apenas um dos locais mais encantadores da Martinica na costa oeste. Admiramos o pôr-do-sol na esplanada de um bar-restaurante na Grande Anse, enquanto saboreamos os deliciosos pastéis de bacalhau das Antilhas. O pontão junto à água e a igreja cor de tijolo com o seu sino comprido ornamentam a paisagem. Adoramos o ambiente desta praia, animado ao fim de semana e no final do dia.

O mais relaxante: no jardim de Balata

Aconselhamos a visitar o jardim de Balata, um parque botânico impressionante no topo de Fort-de-France, pouco antes do fecho às 18 horas. Nas pontes suspensas, ficamos encantados com a vegetação tropical, bambus, fetos grandes e outras variedades de palmeiras, que se apresentam sobre um céu que se enrubesce. Ouvimos o canto dos pássaros acentuar-se ao fim da tarde e com a deliciosa sensação de estarmos no meio de um mundo vegetal que se transforma ao cair da noite.

O mais tipo "postal": na praia de Salines
A longa praia de Salines de areia branca.

Se quer ver coqueiros, areia branca e água azul-turquesa, vá até à praia de Salines, a mais famosa da Martinica pela sua paisagem completamente tropical. Fica situada na ponta sul da ilha, sendo muito apreciada pelo seu grande areal branco. Ao pôr-do-sol, quando uma luz acastanhada invade a costa e o Rocher du Diamant fixa os olhos no horizonte, a beleza deste local torna-se mágica. Também é um momento privilegiado em que podemos ter a praia quase toda só para nós, ao contrário do dia, em que é muito frequentada.

O mais selvagem: em Anse Couleuvre

Entre a aldeia de Prêcheur e Grand'Rivière, no noroeste da ilha, esconde-se uma costa selvagem com falésias e enseadas de areia preta envolvidas por uma floresta que reflete na água a sua cor esmeralda. Acessível por uma estradinha cheia de curvas, Anse Couleuvre, a mais ocidental, está protegida por um monte rochoso. Preservada pela distância, acolhe muitos mais pássaros do que visitantes. Ao anoitecer, o contraste entre a areia preta e a espuma branca é espetacular.

O mais romântico: no mar
Passeio no mar com o famoso Rocher du Diamant no horizonte.

Faça um passeio no mar durante o pôr-do-sol. A partir de Fort-de-France, Trois-Ilets ou Case-Pilote, a bordo de um barco semi-rígido ou de um barco mais antigo, há para todos os gostos. Fazemo-nos ao mar para descobrir a ilha em todo o seu esplendor, nomeadamente, com as luzes do fim do dia, que salientam as falésias ruivas, a areia dourada e a beleza extraordinária do Monte Pelée e das colinas.

Como chegar à Martinica 

Ir mais
longe