Agora na França

A NÃO
PERDER 

Festivais, exposições, concertos ou outros eventos… Em France.fr, tal como em toda a França, há sempre alguma coisa acontecendo.

O Que Fazer?

Visite
a França 

Visitar lugares culturais excecionais ou fazer caminhadas nas montanhas. Um passeio a dois pela rota dos vinhos ou um cruzeiro com as crianças… Que viagem gostaria de fazer pela a França desta vez?

Rum e a arte contemporânea: o coquetel de sucesso da Fundação Clemente

Florent Plasse, diretor da Fundação Clemente. E "Silène luminaris sive Snapdragon de Borges", obra de Miguel Chevalier exposta no jardim da fundação.

Admirar obras de arte contemporânea em um local antigo de fabricação de rum ... François, na costa leste da Martinica, eFlorentPlasse, diretor da Fundação Clemente criador deste projeto artístico, proporcionaram esta experiência ao público, que teve sua inauguração em 2016.

Como surgiu a idéia de exibir obras de arte contemporânea na HabitationClément?

Na década de 1980, aHabitationClément, uma fazenda agrícola produtora de rum, foi aberto ao público para apresentar seus espaços patrimoniais: a antiga destilaria com seu incrível maquinário, a casa crioula e as adegas. Hoje em dia, o rum é destilado em outro local. Em 2005, o intuito foi de realizar novas atividades culturais, com o desejo de promover a arte contemporânea e os artistas do Caribe. Para tornar isso possível, a Martinica GBH, proprietária daHabitationClément, criou uma fundação.

Oito à dez exposições por ano

Qual é o propósito da Fundação Clemente?
O objetivo era de criar uma instalação cultural que não existia antes para sediar grandes exposições de arte contemporânea na Martinica e para apresentar artistas caribenhos, e deoutras partes do mundo. Em 2016, foi inaugurado um novo espaço com três salas de 200 m² cada uma, promovendo as melhores condições de exposição e conservação.

Fondation Clément bâtiment

Que experiência é proposta aos visitantes?
Todos os anos, são organizadas entre oito e dez exposiçõescoletivas ou individuais (solo),com duração de cerca de dois meses cada uma, enfatizando principalmente os artistas do Caribe. Fotografia, instalações, escultura, vídeo, pintura ... Os temas artísticos são ecléticos. No final de 2017, por exemplo, teve a exposiçãoJonOne, um dos precursores da Street Art(Arte de Rua) na França, nascido no Harlem de pais dominicanos. Em paralelo, uma outra grande exposição realizada com uma parceriaexterna não foi necessariamente centrada no Caribe, mas foi um destaque da ilha.

Qual é a programação para 2018?
EmMaio de 2018 ocorreu a exposição coletiva,com o tema“Afriques”, promovendo artistas antigos e contemporâneos. Foi realizada em parceria com a Fundação Dapperatraiu 40.000 visitantes. Esta foi a centésima exposição!

O jardim de esculturas acolhe obras monumentais e perenes.

As exposições de um programa cultural são acompanhadas?

Claro.O objetivo é incentivar a aprendizagem da prática cultural. Dessa forma, se torna possível oferecer exposições, mesas redondas com os artistas, oficinas criativas, exibições ao ar livre e, claro, visitas guiadas.

Conte-nos sobre as obras expostas no parque HabitationClément ...
As plantações de cana de açúcar formam uma ótima decoração para as peças permanentes! O jardim de esculturas, localizado no parque de 16 hectares, abriga obras monumentais e imortais de artistas caribenhos ou outros artistas de renome mundial, como Pablo Reinoso e BernarVenet.

Fondation Clément sculpture

A Fundação Clément desenvolve outras atividades culturais?
Lé administrado um patrimônio construído que inclui dois outros casarões na Martinica, que são classificados como monumentos históricos: a Habitação Pécoul e Habitação La Sucrerie. Você encontrará também coleções documentais que testemunham a história social e econômica deMartinica. Por fim, em parceria com a casa HC, está sendo realizada uma atividade editorial, em torno da arte e do patrimônio.

Ir para Habitação Clément, na Martinica