10 endereços favoritos para se admirar a arte na Côte d'Azur

Picasso, Bonnard, Matisse, Chagall ou Renoir ... A Côte d'Azur inspirou muitos artistas. Todos foram apaixonados pela beleza de suas paisagens, pela perfeição de seu clima e luminosidade que banham suas encostas e seu interior, sem esquecer de suas praias charmosas e suas aldeias. Não é a toa que a Côte d'Azur também seja o lar de tantos pontos artísticos e museus que convidam-nos a apreciar obras de arte entre o azul do céu e do Mar Mediterrâneo.

Em Saint-Paul de Vence, a Fundação Maeght

A arte moderna e contemporânea não poderia encontrar um melhor endereço do que este complexo arquitetônico projetado por Josef Lluis Sert nas colinas da Riviera Francesa, para Aimé e Marguerite Maeght e seus amigos Giacometti, Miró, Calder e Chagall ... Temos aqui: um jardim de esculturas, uma praça, um labirinto, mosaicos e uma fonte, salas de exposições que se abrem sobre pátios e terraços ... e som das cigarras a cantar. Aqui, sentimos como se o tempo paresse.

Em Porquerolles, a Fundação Carmignac

“Uma verdadeira experiência”.. É assim que se parece a visita da Fundação Carmignac, escondida no porão de uma fazenda provençal na ilha de Porquerolles. Devemos, primeiramente, pegar o barco, em seguida, atravessar os bosques, as vinhas e as oliveiras antes de descobrir (descalços!) uma coleção muito rara de Edouard Carmignac que combina Botticelli e Andy Warhol. Dois jardins de escultura, incluindo um labirinto de vidro, completam o cenário incomparável.

Em Nice, o Mamac

Nós viemos contemplar a coleção imperdível de arte moderna e contemporânea, mas, também, os grandes terraços com vistas inesquecíveis sobre a cidade e sua costa. Descubra com Yves Klein e sua muralha de fogo. No pátio, são as esculturas monumentais de Alexandre Calder e Niki de Saint-Phalle que demandam uma pausa de contemplação.

O Museu Nacional de Picasso, em Vallauris.

Antibes, Juan-les-Pins, Vallauris, Cannes, Mougins ... Picasso amava a Riviera Francesa, Côte d’Azur, e lá permaneceu por quase 30 anos de sua vida, a deixar muitos vestígios de sua passagem. Assim, localizado no Castelo de Vallauris (que também abriga o Museu de Cerâmica), o Museu Pablo Picasso apresenta as exposições "Guerra e Paz" e "As Quatro Partes do Mundo” no espaço excepcional da capela românica. Este é o perfeito endereço, sagrado e universal, para a exposição da última grande obra política do artista.

O Museu Bonnard em Cannet.

É em Le Cannet, próximo de Cannes, em uma casa da “Belle Epoque” onde Pierre Bonnard estabeleceu-se com sua esposa e musa, em 1920. Em 2011, a casa foi inaugurada para homenagear o artista e é o primeiro museu no mundo dedicado à obra do grande pintor. As pinturas expostas revelam o fascínio que as paisagens, e a bela luz de Côte d'Azur, exerceram sobre suas inspirações.

O Museu Nacional Marc Chagall em Nice.

Mais de 800 pinturas, guaches, desenhos, aquarelas e pastéis estão na exposição. A coleção permanente do Museu Nacional Marc Chagall, em Nice, é a maior coleção pública de obras do artista no mundo. Com mais de 900 m², a imersão é total com ênfase no auditório, famoso por seus três grandes vitrais que evocam a “Criação do Mundo”.

O Museu Nacional Fernand Léger em Biot

Um grande jardim mediterrâneo com mosaicos monumentais em pasta de vidro colorida nas fachadas ... O Museu Nacional Fernand Léger, localizado nos pés da aldeia de Biot, multiplica os pontos de vista sobre o trabalho do pintor, que é uma figura importante da arte moderna do século XX. Mais de 450 obras do período de 1905 à 1955 estão expostas. Único no mundo!

A Villa Eileen Gray em Roquebrune-Cap Martin

Imagine um local que se lança sobre o Mediterrâneo, uma aldeia de sonhos na encosta, com suas casas pitorescas espalhadas entre cerrado e florestas de pinheiros com vistas deslumbrantes sobre o grande azul ... A Riviera Francesa, Côte d’Azur, mostra o que tem de melhor em Roquebrune Cape Martin. Sem dúvida, retornaremos para visitar o “Cabanon de Le Corbusier” ou projeto de design “E1027 Eileen Gray”, ícone da arquitetura moderna construída em 1927. Exemplo da “avant-garde”!

A Capela do Rosário de Matisse, em Vence.

Matisse e a Côte d'Azur contam uma longa história de amor! O pintor deixou seus rastros em muitos lugares. Nas alturas de Nice, temos um museu dedicado à ele, mas, também, em Vence, onde foi erguida a sua “Capela do Rosário” (“Chapelle du Rosaire”), uma obra de arte sagrada, e a “Casa dos Sonhos” (“La Ville Le Rêve”), onde viveu. Este é o verdadeiro encontro com o artista e seu universo. Para finalizar as descobertas, fazemos um passeio pelo belo parque da Casa. A vista sobre as colinas e a cidade de Vence é excepcional.

O Museu Renoir em Cagnes-sur-Mer

Pierre-Auguste Renoir passou os últimos anos de sua vida na propriedade de Collettes, entre as oliveiras centenárias. Transformado em um museu, a casa cujas janelas se abrem para um panorama soberbo de Cap d'Antibes, oferece um testemunho comovente para o mundo familiar, íntimo e criativo do mestre dos impressionistas.