Agora na França

A NÃO
PERDER 

Festivais, exposições, concertos ou outros eventos… Em France.fr, tal como em toda a França, há sempre alguma coisa acontecendo.

O Que Fazer?

Visite
a França 

Visitar lugares culturais excecionais ou fazer caminhadas nas montanhas. Um passeio a dois pela rota dos vinhos ou um cruzeiro com as crianças… Que viagem gostaria de fazer pela a França desta vez?

Férias de principiante: seguindo os passos de Charlotte Perriand em Les Arcs

Passeio arquitetónico nos Alpes seguindo os passos de Charlotte Perriand
Com 425 km de pistas em frente ao Mont-Blanc, a estação Les Arcs comemora os seus 50 anos não só com os fãs de esqui e caminhadas, mas também de… arquitetura! Durante 20 anos, Charlotte Perriand, uma designer visionária, coordenou o desenvolvimento desta estação de forma revolucionária. A sua filha, Pernette Perriand-Barsac, e o genro, Jacques Barsac, levam-nos até aos Alpes para uma aula de arquitetura.
A estação Arc 1600 com neve

A partir de 1967, Charlotte Perriand e Roger Godino, fundador de Les Arcs, desenvolveram em conjunto este local privilegiado de desporto de inverno, segundo uma abordagem humanista das férias na montanha. Sem carro, ao contrário das cidades, a estação baseia-se numa arquitetura que se integra perfeitamente na paisagem.

Exterior das residências da estação Arc 1800, concebidas por Charlotte Perriand

Inaugurada em 1968 em Haute-Tarentaise, a estação Les Arcs festeja os seus 50 anos. Ao invés da Arc 1600 que foi criada com residências privadas, a Arc 1800 destina-se, sobretudo, ao mercado do arrendamento com apartamentos mais pequenos.

Interior de um apartamento da estação Arc 1800, nos Alpes

Charlotte Perriand adorava a montanha. A arquitetura de Les Arcs foi extremamente bem concebida, como a mecânica de precisão! Na verdade, ela tinha um grande talento para as áreas pequenas.

Interior de um apartamento da estação Arc 1800, criado por Charlotte Perriand

Charlotte Perriand imaginou sempre os edifícios a partir do interior, ao contrário da conceção arquitetónica académica, que privilegia as fachadas. A relação com o exterior exprime-se através de uma janela grande que separa a sala da montanha. As pessoas costumam dizer que se sentem bem nestes apartamentos, mas não sabem explicar porquê.

Interior de um apartamento da estação Arc 1600

Charlotte Perriand nunca fez decoração, uma noção que sempre detestou. Era tudo pensado em função das necessidades e da utilização. Por isso, quando desenhava, tinha em consideração a altura de uma pilha de pratos, de um jarro... A última vez que foi a Les Arcs, constatou que os móveis deviam ser subidos, pois o calçado de esqui era mais alto do que antes.

Interior de um quarto da estação Arc 1600, com vista para os Alpes

O reboco branco na parede não é decoração. Possui uma função acústica muito precisa, tal como o tipo de chão. Charlotte Perriand não fazia nada por acaso.

Interior de uma das famosas casas de banho pré-fabricadas de Charlotte Perriand

Para conseguir respeitar os prazos de construção que eram muito curtos, Charlotte Perriand criou casas de banho pré-fabricadas em poliéster para Les Arcs. Vanguardistas, mas perenes, estas casas de banho são, hoje em dia, peças de coleção de museu.

A cozinha aberta de um apartamento da estação Arc 1800

A cozinha é aberta e separada da sala por um passa-pratos, revolucionário na altura! Tudo o que criou parece lógico nos dias de hoje, mas ela tinha ideias muito inovadoras.

Interior dos corredores imaginados por Charlotte Perriand na estação Arc 1800

Em termos de circulação, os planos inclinados substituem os elevadores. É um dos inúmeros princípios das obras que realizou nas partes comuns e na arquitetura de lazer a partir dos anos 1930. Les Arcs são a combinação de todas as suas ideias, a realização de um sonho. É o projeto mais importante, a que dedicou 20 anos da sua vida, até aos 86 anos.

Exterior das varandas com neve da estação Arc 1800

Os alojamentos estão dispostos lado a lado, de maneira a não encobrir a vista e desfrutar ao máximo da paisagem. Trata-se de um local excecional e único, apesar da estação continuar a desenvolver-se mesmo depois de Charlotte Perriand ter partido.

Um apartamento da estação Arc 1600, com vista para a montanha, no verão

O trabalho de Charlotte Perriand serviu e continua a servir de referência na área das residências de lazer. É o único exemplo de cidade do mundo onde uma mulher assumiu o controlo de tudo, desde o urbanismo até à escolha das colheres. Les Arcs constituem uma grande lição de arquitetura.

Como chegar aos Les Arcs