Agora na França

A NÃO
PERDER 

Festivais, exposições, concertos ou outros eventos… Em France.fr, tal como em toda a França, há sempre alguma coisa acontecendo.

O Que Fazer?

Visite
a França 

Visitar lugares culturais excecionais ou fazer caminhadas nas montanhas. Um passeio a dois pela rota dos vinhos ou um cruzeiro com as crianças… Que viagem gostaria de fazer pela a França desta vez?

Copa do Mundo Feminina da FIFA na França em 2019

França recebe a Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019

Enquanto a França comemora as exibições do time de futebol masculino, o país prepara-se para sediar a Copa do Mundo Feminina da FIFA de 7 de junho a 7 de julho de 2019.

A França ama o futebol e a Copa do Mundo. A prova será novamente em 2019 ao sediar a Copa do Mundo Feminina da FIFA de 7 de junho a 7 de julho.

E será que ela vai repetir com sua equipe feminina a façanha da equipe masculina que acaba de oferecer uma segunda estrela para a França, depois da final contra a Croácia, e 20 anos depois de sua vitória em casa da Copa do Mundo FIFA em 1998?

9 cidades da França sediarão os jogos

Para a Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019, 52 partidas serão divididas em 9 cidades selecionadas para seus estádios, suas instalações de hospedagem e as muitas experiências para viver lá. São Grenoble, no sopé dos Alpes, Le Havre na Normandia, Lyon, Montpellier na Occitânia, Nice na Côte d'Azur, Paris, Reims em Champagne, Rennes na Bretanha e Valenciennes em Hauts-de-France.

Capture d’écran 2018-07-15 à 00.11.26

Nesta fase das qualificações, a França é selecionada como país anfitrião, assim como as seguintes equipes: Espanha, Itália, Brasil, Chile, Austrália, Japão, Coréia do Sul, China. e Tailândia. As eliminatórias dos times africano e americano serão realizadas no segundo semestre de 2018. 24 equipes participarão da competição.

A Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019 será uma oportunidade para dar maior visibilidade ao futebol feminino em nível internacional. O slogan "Atreva-se a brilhar" acompanha a edição de 2019 da competição.

Ir mais
longe