O Grand Palais, em Paris, para a glória da arte francesa

  • Galerias Nacionais do Grand Palais

    © Atout France / Phovoir

    Galerias Nacionais do Grand Palais

    © Atout France / Phovoir

  • O Grand Palais a noite

    © OTCP/Marc Bertrand

    O Grand Palais a noite

    © OTCP/Marc Bertrand

  • Grand Palais

    © OTCP/Marc Bertrand

    Grand Palais

    © OTCP/Marc Bertrand

  • Grand Palais no Natal

    © OTCP / Amélie Dupont

    Grand Palais no Natal

    © OTCP / Amélie Dupont

  • Grand Palais e a Torre Eiffel

    © Atout France-Franck Charel

    Grand Palais e a Torre Eiffel

    © Atout France-Franck Charel

O Grand Palais, em Paris, para a glória da arte francesa Avenue du Général Eisenhower 75008 Paris fr

"Monumento dedicado pela República para a glória da arte francesa"

 

Na frente do Grand Palais, você pode ter uma prévia do caráter majestoso e imponente deste museu parisiense, construído em 1897, e inaugurado para a Exposição Universal de 1900.

Localizado entre a Champs-Élysées e a Praça da Concórdia, este edifício é uma verdadeira proeza arquitetônica. E os números falam por si:

  • 13.500 m² de espaço em baixo do maior telhado de vidro da Europa;
  • 6.000 toneladas de aço foram necessários para construir a cúpola, que contém mais ferro do que a Torre Eiffel;
  • 60 toneladas de tinta "vert réséda" para pintar a cúpola;
  • 200.000 toneladas de pedras para a construção do edifício.

Resumo da "Belle Époque"

A arquitetura do Grand Palais representa, ela mesma, um resumo dos gostos da "Belle Epoque" na virada do século XX: grandes estruturas transparentes misturadas a materiais tão diferentes como o aço, ferro, pedra e cobre.

O cobre gravado, que também é o material usado para as esculturas emblemáticas do edifício, as carruagens, feitas pelo pintor e escultor Georges Récipon e erguidas em ambos os lados do edifício

  • A Imortalidade à frente do Tempo (L’Immortalité devançant le Temps, 1900), ao lado da Champs Élysées; 
  • A Harmonia triunfante sobre a Discórdia (L'Harmonie triomphant de la Discorde - 1900), ao lado do Sena.

Três locais distintos

De um ponto de vista museográfico, o Grand Palais oferece três áreas distintas: as Galerias Nacionais (les Galeries Nationales), o Palácio da Descoberta (le Palais de la Découverte) e a Cúpola, sem esquecer o Pequeno Palácio (le Petit Palais), construído em frente ao edifício principal.

As Galerias Nacionais acolhem exposições de pintura. O Palácio da Descoberta é, quanto a ele, dedicado à ciência, enquanto que a Cúpola nos apresenta obras de arte contemporânea.

O Pequeno Palácio, localizado em frente ao seu glorioso irmão mais velho, dedica-se mais às belas-artes. E há mais de dez anos, você pode comtemplar a fotografia contemporânea que ganhou um lugar especial no edifício.

Revelador de talentos

Ao longo das décadas, grandes artistas foram revelados ao público graças as suas exposições. Vem à mente Georges de la Tour, Gustave Courbet, Chardin, Monet e Nicolas Poussin...

Desde 2008, um amplo programa de desenvolvimento e embelezamento está sendo estabelecido para restaurar e valorizar o Grand Palais, classificado como monumento histórico em 2000.

Endereço

Grand Palais
3, avenue du Général Eisenhower
75008 Paris

A ver

Calendário

Ponto de interesse