Vinhos de Rhône-Alpes

Vinhos de Rhône-Alpes Rhône-Alpes fr

A região dos alpes franceses é também conhecida por seus bons vinhos. Entre eles, os mais renomados são os crus do Beaujolais - inclusive o famoso « Beaujolais Nouveau » - os prestigiosos crus de Côtes-du-Rhône e os vinhos da Savoie.

Beaujolais

Esse “terceiro rio de Lyon” é hoje em dia, um dos vinhos tintos mais famosos do mundo. O território do Beaujolais se estende ao norte de Lyon, abrangendo 18 000 hectares, em uma paisagem de vales e cidades pitorescas. A videira, única com 97%, é do tipo gamay negra com suco branco. Sempre colhida à mão, a uva é vinificada por grapas inteiras: ela dá um vinho fácil e acessível, perfumado e frutado com uma bela cor vermelho rubi, que o amador beberá rapidamente. Os doze crus são: Saint-Amour, Juliénas, Chenas, Fleurie, Moulin à Vent, Chiroubles, Morgon, Régnie, Côtes-de-Brouilly, Brouilly, Beaujolais Villages e o Beaujolais (esses dois últimos tambem existem em vinho branco e palhete). 

Mais informações: www.beaujolais.com

No prolongamento da rota dos vinhos da Borgonha, a rota dos vinhos do Beaujolais percorre 140 km de Chânes até as portas da cidade de Lyon atravessando 36 vilarejos. Unindo os principais lugares turísticos da região, a rota guia os visitantes pela descoberta do Beaujolais.

No coração dos crus vem Beaujeu, capital histórica; Vaulx-en-Beaujolais, mais famosa sob o nome de “Clochemerle”, passando por Salles-Arbuissonas e Villefranche-sur-Saône e sem esquecer o imperdível Beaujolais das Pedras Douradas e o vilarejo de Oingt, classificado como um dos mais lindos vilarejos da França.

 

Côtes-du-Rhône

De Vienne a Avignon, o vinhedo e os produtores enraizaram-se às margens do rio Rhône há mais de dois milênios.

Com ‘Apelação de origem controlada’ (AOC) reconhecida desde 1937, os Côtes-du-Rhône ocupam o segundo lugar na produção francesa (76.000 hectares), com cerca de 500 milhões de garrafas comercializadas todos os anos e consumidas em 145 países do mundo.

Os vinhedos de Côtes-du-Rhône e Coteaux du Tricastin produzem principalmente vinho tinto e reúnem as uvas nobres: syrah, grenache, carignan, marsanne, roussanne e bourboulenc. Os treze « crus » de Rhône-Alpes levam nomes conhecidos: Côte-Rotie, Crozes-Hermitage, Hermitage, Tain-l’Hermitage, Cornas, Château-Grillet, Saint-Joseph, Condrieu e Saint-Peray. De Donzères a Nyons estende-se a rota dos vinhos que atravessa cidades e propriedades, amplamente abertas a visitas e degustações.

Mais informações: www.vins-rhone.com

 

Cursos de enologia e visitas em torno do vinho

O Hameau du Vin no coração dos vinhedos do Beaujolais

Lugar único e imperdível, o Hameau du Vin é por si só um local de descoberta e de degustação, onde aprendemos de maneira recreativa a história da videira e do vinho. O Hameau du Vin propõe uma viagem insólita pela história do transporte do vinho, um passeio pelos jardins das sensações para encontrar todos os perfumes naturais do vinho, ou ainda a visita de uma cave de dimensões grandiosas.

Informações: www.hameauduvin.com

 

A Universidade do Vinho em Suze-la-Rousse

Centro de enologia instalado no castelo de Suze-la-Rousse na Drôme Provençal (margens do Tricastin), magnífica fortaleza medieval, a Universidade do Vinho abriga salas de degustação, laboratórios e jardim das uvas. Ela propõe diversos estágios de enologia (fim-de-semana de iniciação à degustação de vinhos) e oferece vários cursos (diploma de sommelier…).

Informações: www.universite-du-vin.com