Uma excursão eclética consagrada ao tema mundo da moda abrange museus, galerias, exposições e boutiques na Cidade Luz

Uma excursão eclética consagrada ao tema mundo da moda abrange museus, galerias, exposições e boutiques na Cidade Luz

O mundo da moda visto de inúmeros e inusitados pontos de vistas por artistas consagrados a jovens acadêmicos, através de exposições, apresentações, lojas e hotéis das mais consagradas passarelas às maiores fraudes; por toda Paris. <?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Le Bon Marché Rive Gauche<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Exposição temporária: “Love from Jaipur, Marie Hélène de Taillac”, até 31 de dezembro de 2009. Convidada do Bon Marché Rive Gauche (Boas Compras da Margem Esquerda), a criadora de jóias Marie Hélène de Taillac foi convidada pela primeira vez a dividir sua visão de haute couture da Índia reunindo sua coleção de jóias e o melhor da criação indiana, distinta dos clichês dos bazares destinados aos turistas. Instalado no segundo andar, esta exposição homenageia à sua cidade amada. Nesta ocasião Marie realizou uma variedade de jóias de ouro 22 quilates e pedras preciosas multicoloridas: apatita, ametista... a serem portadas em festas noturnas com uma saia pop do criador indiano Manish Arora, como exemplo.O Bon Marché Rive Gauche encontra-se: Piso térreo, 24 rue de Sèvres. 75007 Paris. Tel.: 01.44.39.81.00Web Site: www.lebonmarche.com/

 

Boutique Vuitton Champs-Elysées

Exposição temporária: “L’Ame du Voyage” (a alma da viagem), a partir de 15 de outubro. A Haute Joaillerie Louis Vuitton (grande joalheria) é uma herança do savoir-faire e da criatividade em perpetuar a inovação. Esta coleção assinada por Lorenz Bäuer permanece fiel ao espírito da Vuitton que encarna a arte de viajar deste 1854. Ela é um convite à evasão e esgota sua inspiração na mistura de culturas e de civilizações: partir, estar atento ao mundo, se deixar levar pelos rostos, as melodias ou os perfumes... Um vasto mosaico de pareceres às mil facetas orna essas artes. Elas contam uma historia, cochicham lembranças e despertam sensações. Trata-se de um percurso onde nenhuma via foi traçada, e que permite a cada mulher a liberdade de escrever seu próprio caminho. Esta coleção, exposta pela primeira vez ao grande público, revela a audácia esplendorosa de seus diamantes, as cores cintilantes de suas pedras assim como os extravagantes detalhes em ouro. A Maison des Champs-Elysées, inaugurada em outubro de 2005, prolonga o passeio na mais bela avenida do mundo ao interior de seu departamento de lojas. Concebida como um cativante itinerário de descobertas, com uma sucessão de terraços dispostos diante de uma cena em espiral, este passeio se encerra no coração do centro: o espaço Atrium. A arcada celeste, com 20 metros de altura, é composta de 1900 hastes metálicas que deixam penetrar a luz do dia.O Espace Atruim, Maison des Champs-Elysées encontra-se: 101, avenue des Champs-Elysées. 75008 Paris.Tel.: 01.53.57.52.00Web Site: http://www.louisvuitton.com/

 

Boutique Métal Flaque

Exposição temporária: “Vestuários. Reportagem nos bastidores dos desfiles de moda” por Vincent Lappartient, até 31 de dezembro de 2009. Repórter de “luxo” há seis anos, Vincent Lappartient trabalhou para o style.com e para Elle. Afiliado hoje ao Madame Figaro, Vincent realiza numerosas reportagens e retratos que tornaram-se objetos de exposição na França e no estrangeiro. Também trabalha nos bastidores, ateliers de marcas como Chanel, YSL, Hermès, Sonia Rykiel, Fendi, Christian Lacroix mas também para o salão de vendas Sotheby’s, a CELC e o Plaza Athénée. Há nove anos leciona, na Esmod et Mod’Art e pontualmente na IFM, as matérias historia e sociologia da moda assim como historia da arte. A Métal Flaque encontra-se: 9, rue l’Echelle. 75001 Paris.Tel.: 01.40.15.60.84Web Site: www.metalflaque.fr

 

Boutique Lancel Opéra

Exposição temporária: até 31 de dezembro de 2009. As maravilhas dos 133 anos da historia da Maison Lancel estão sendo desvendadas e valorizadas graça ao Studio Harcourt. Desde 1934 a Studio Harcourt Paris percorreu os anos, as modas e as mudanças sócio-culturais. A beleza, igualmente como a originalidade de sua estética são únicas. O Studio Harcourt é atemporal e possui vocação própria para fazer parte da vida da arte contemporânea na França e no mundo. Fundada em 1876 por Alphonse e Angèle Lancel, a casa Lancel, reivindica sua historia através de novas criações aliando modernidade e o tradicional savoir-faire. Suas criações são frutos de uma historia abrangente: a de Paris, da moda, da alegria de viver e da French Légèreté. Desde o inicio da empresa, Lancel visava a emancipação. A medida que o acessório feminino torna-se essencial, Lancel lhe traz uma funcionalidade: as bolsas são fofas, com bolsos secretos, aberturas camufladas ou com funções escondidas; um novo conceito de bolsas femininas nasce.A Lancel Opéra encontra-se: 5, rue de Babylone - Rayon Bagages. 75006 Paris.Tel.: 01.44.39.57.85Web Site: www.lancel.com/fr/Boutiques

 

Boutique Timberland

Exposição temporária: “Timberland veste Shinzo”, até 31 de dezembro de 2009. Nesta boutique de sneakers, com instalações que misturam tecnologia e tradição, a loja está moldada com as cores da marca. A autenticidade, desenvolvida visando honrar o retorno da mística Yellow Boot e fio condutor do tema da loja. O caixa está recoberto de nubuck amarelo, imagens vintage da usina Timberland expostas e a difusão de antigos filmes publicitários. As ultimas inovações técnicas da marca estão presentes, assim como uma parka estofada a prova d’água com costuras vedadas em um estilo urbano. O clímax encontrado neste duelo entre autenticidade e modernidade está na vitrine da loja: um pára-quedas ao ar livre, em direção ao solo onde esta instalado uma sapataria.Shinzo encontra-se: 39, rue Etienne Marcel. 75001 Paris.Tel.: 01.42.36.40.57Web Site: http://www.shinzoparis.com/

 

Hôtel InterContinental

Exposição temporária: “Sapins de Noël Fashion 2009 «Ligth Christmas», até 4 de janeiro de 2010. Dezesseis designers de moda e costura (Marc-Antoine Barrois, Stella Cadente, Max Chaoul, Eymeric François, Christophe Guillarmé, Jean-Claude Jitrois, Christophe Josse, Olivier Lapidus, les Lefranc-Ferrant, François Lesage, Raymond Massaro, Pascal Millet, Franck Sorbier, Eric Tibusch et Gaspard Yurkievich) julgaram e selecionaram as 4 melhores arvores/pinheiros de Natal dentre 30 realizados pelos estudantes da Escola Duperré . O Fusion Glassée, de Floriane, arvore que evoca as queda dos flocos de neve foi a primeira colocada. Os segundo e terceiro colocado foram atribuidos à arvore de natal Livre d’Or de Sophie Allard et Audrey Speyer – uma arvore composta de livros às mechas e folhas douradas – e ao Recto Verso de Cécile Rolland, uma arvore em linho evocando «o encontro de um material pobre com a majestualidade do pinheiro ». O premio especial foi concedido aos pinheiros gêmios Esquisse de Sapin 1 et 2 de Marion. A aplicação de bordados, malhas, estruturas téxtil são honrados através das criações concebidas pelos alunos dos cursos de métiers d’arts textiles (profissão de artes textils) e do BTS design de mode, textil e ambiente.InterContinental Paris Le Grand encontra-se : 2, rue Scribe. 75009 Paris.Tel.: 01.40.07.32.32Web Site: http://www.ichotelsgroup.com/intercontinental/en/gb/locations/paris-legrand

 

Hôtel Scribe

Exposição temporária: “Dans les yeux” (nos olhos), até 31 de janeiro de 2010. Trata-se de uma exposição de quadros de atrizes de Thibault Grabherr em colaboração com o maquiador Christophe Durand. Thibault Grabherr traça um novo olhar sobre os rostos de dez atrizes, não mais o olhar do fotografo de planalto ou de moda mas daquele de um homem maravilhado e subjugado por rostos incomensuravelmente expressivos, já tanto explorados. Ele conhece a riqueza, a beleza, a profundidade. Com a cumplicidade do maquiador Christophe Durand, Thibault apresenta retratos de comediantes aos rostos nus, desnudos de seus penteados e de todo artifício feminino. A exposição é um encontro dos olhares, olhares estes de atrizes que transcendem as câmeras, o olhar do fotografo que revela seu objetivo e, finalmente o olhar do espectador, convidado a prolongar, quase que sem pudor, nestes olhares amplos que o dominam levemente. Nesses imensos retratos prateados de 1,20m x 1,50m, para atingir toda a profundidade do olhar.O Hôtel Scribe encontra-se: 1, rue Scribe. 75009 Paris.Tel. : 01.44.71.24.24Web Site: http://www.hotel-scribe.abcsalles.com

 

Musée Galliera

Exposição permanente. Por razões de conservação têxtil, a Galliera apresente suas coleções unicamente através de exposições temporárias e não de maneira permanente. O museu nasceu do desejo do pintor Maurice Leloir no inicio do século XX em fundar um museu consagrado à moda vestuário. O museu beneficia de um acervo entre 80.000/100.000 peças, constituídas originalmente de vestimentas carnavalescas mas também através das aquisições realizadas, doações e heranças. Toda a haute couture (alta-custura ou estilismo de alta qualidade) está representada: desde a sua fundação por Charles Frédéric Wroth até jovens costureiros.O Palais Galliera, museu da moda da cidade de Paris encontra-se: 10, avenue Pierre 1er de Serbie. 75116 Paris.Tel.: 01.56.52.86.00.

 

Musée de La Contrefaçon

Exposição permanente. O museu da Contrefaçon (museu da fraude/copia) foi criado em 1951 pela União dos Fabricantes em um hotel particular situado na rua da Faisanderie. Didático, o museu permite aos visitantes informar-se e entender sobre copias fraudulentas e sua repercussão sobre a economia mundial, de conscientizarem-se da importância de proteger o que é de propriedade industrial e de conhecer as sanções previstas pela lei. Único no gênero, o museu apresenta um leque diversificado de produtos falsificados e de modelos autênticos a fim de ensinar aos visitantes a diferenciação: bronzes de Rodin, perfumes, tabaco, dicionários, softwares, CD/DVD, brinquedos, utensílios, eletrodomésticos, produtos de entretenimento, têxtil, couro, louça, peças de automóveis, canetas.O Musée de la Contrefaçon encontra-se: 16, rue de La Faisanderie. 75116 Paris.Tel.: 01.56.26.14.00Web Site: http://www.pariserve.tm.fr/culture/musee/contrefacon.htm

 

Musée de l’enventail

Exposição permanente: O museu do leque apresenta as técnicas de fabricação assim como uma coleção permanente de leques desde o século XVII aos dias atuais. Durante a Belle époque os ateliers desbordavam de trabalho, mas a guerra de 1914 marcou seu declínio e, de um total de sessenta oficinas de leques, restaram somente 3 em 1960, quando Hervé Hoguet comprara um deles. Durante os anos de 1970 foi preciso encontrar um meio de manter este atelier que se tornara o único da França. Foi então que surgiu a idéia de criar um museu no centro do atelier e a prefeitura de Paris optou pela criação de uma associação que abriu em 15 de outubro de 1993. A mobília do salão de exposição da coleção de leques de Hervé Hoquet acaba de ser tombada como patrimônio histórico assim como o letreiro que necessita de uma grande restauração.O Musée de l’éventail encontra-se: 2 boulevard de Strasbourg. 75010 Paris.Tel.: 01.42.08.90.20 Web Site de Anne Hoguet Eventails : www.annehoghet.com