TRAÇOS MODERNOS Picasso, Matisse, Miró, Brauner

TRAÇOS MODERNOS Picasso, Matisse, Miró, Brauner

 

Os grandes pintores: Picasso, Matisse, Miró, Brauner. Em uma exposição que se mistura às demais que já fazem parte do acervo e que enriquecem ainda mais a fome pela arte.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

De 03 de fevereiro a 30 de abril<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

A Biblioteca Municipal de Lyon expõe uma seleção de gravuras modernas selecionadas nas coleções da Bibliothèque Nationale de France, Departamento de Gravuras e Fotografia. Com mais de nove milhões de obras, a BNF tem a mais importante coleção de gravuras e de fotografias do mundo.

Ela foi constituída a partir do século XVII na Bibliothèque royale e se reforçou pela introdução em 1632 do depósito legal da gravura. Ela reúne obras de artistas  franceses e estrangeiros, antigos e contemporâneos:Dürer, Callot, Rembrandt, Goya, Hokusai, Picasso, Matisse, Tapies, Jim Dine, etc.

Em Lyon, a coleção de gravuras é muito rica, com cem mil gravuras antigas (séculos XVI-XVIII) e mais de quinhentas gravuras contemporâneas.

<?xml:namespace prefix = v ns = "urn:schemas-microsoft-com:vml" />

O período de 1930 a 1960 é pouco representado nas coleções do Lyon, e é esta a razão da exposição de gravuras modernas. É uma grande oportunidade para o público de Lyon reencontrar estas obras raras, vindas de uma coleção prestigiosa; um momento privilegiado para redescobrir este período, que se vê afirmar nos fundamentos da modernidade.

A escolha, voluntariamente limitada a quatro artistas, pode-se observar os dois caminhos que fundamentaram uma arte definitivamente renovada: a veia surrealista, com Joan Miró e Victor Brauner, e a veia da desconstrução plástica que se dividia entre Matisse e Picasso.

Utilizando e impulsionando os limites de todas as técnicas de gravura, que estavam então à disposição deles, cada um deles fez desta prática exigente, um laboratório de experimentação.

A exposição reflete este apetite pela gravura; ela mostra que este ofício permitiu aos artistas conduzirem uma obra em paralelo à sua pintura. Eles fizeram da gravura um campo de estudo, um lugar de impulso criativo, e muitas vezes uma resposta às suas pesquisas pictóricas.

Informações Práticas:

Data:De 03 de fevereiro a 30 de abril

Local:30 bld Vivier Merle69002 Lyon

Horários :Abertura de terça a sexta das 10h às 19hSábado das 10h às 18h

Tarifa:Entrada livre

Mais informações:

http://www.bm-lyon.fr/

Tel.: 33 (0)4 78 62 18 00E-mail: bm@bm-lyon.fr