Sobre os tetos de Saint Ouen

Sobre os tetos de Saint Ouen

  

 

Suas proporções majestosas muitas vezes o confundiram com a Catedral… Mas a abadia de Saint-Ouen, que pertence a um dos mais poderosos monastérios beneditinos da Normandie e cujas fundações remetem ao século VI, merece igual atenção. Observe, quando subir seus degraus.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Nessa manhã, o céu anuncia um azul franco e claro. A cidade de Rouen se espreguiça, preguiçosa, diante da promessa de um belo dia. O termômetro avança para os 10 graus, o ar é seco e frio com o aroma dos velhos pinhos. A primavera ainda está longe, mas as vigorosas plantas do jardim da Prefeitura apresentam precocemente seus botões... Henry Decaëns, sorrindo e devidamente agasalhado, chega ao nosso ponto de encontro, o portal dos Marmousets. Aqui, não há um sagui branco para selar sua presença à entrada meridional da abadia milenar, nem um conselheiro do rei Charles VI… Mas sem demais fantasias, nosso guia experiente possui as chaves das melhores partes de Saint-Ouen. Esse edifício gótico que chega a 82 metros e em breve não terá mais segredos para nós…<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

<?xml:namespace prefix = v ns = "urn:schemas-microsoft-com:vml" />

Monumento de Luz.

Faz frio dentro da abadia. Frio, mas a luz está em casa aqui.

Sob os arcos de 33 metros que desafiam a gravidade; frota de aviadores intrépidos, os raios de sol atravessam as três fileiras de janelas. Iluminando as janelas dos séculos XIV e XV, saúdam à um patriarca, um profeta, uma sibila, em seguida, viram bruscamente para o sul, corajosamente marcham na frente de um santo, um bispo ou um apóstolo. Galvanizado pelo espetáculo, um pombo com cabeça queimada se lança. Seu voo bate no silêncio da igreja ...

"O mosteiro foi construído há mais ou menos 750 anos, disse Henry Decaëns nariz, no local de uma igreja merovíngia onde o bispo foi sepultado evocando St. Ouen, em 684". O pombo pousou em algum lugar, somente nossos passos perturbam o silencio eterno de Saint-Ouen. Decaëns Henry continua: "Os vikings varreram a igreja no século IX, a igreja românica mais tarde foi erguida na época ducal. Parte do coro desabou no início do século XIV, e, finalmente, em 1318, começaram os primeiros trabalhos de construção do edifício atual". Nosso guia, com humor e habilidade consumada da história expõe o nível surpreendente de "comunicação" que o levou de certa forma, a construção da abadia. "Os peregrinos, são um pouco os turistas da época”, ironiza Decaëns Henry.

No século XIV, os monges elaboraram uma propaganda para atrair os peregrinos em rota ao Mont Saint-Michel, e mesmo os de Santiago de Compostela.

 

Mais informações Normandie – www.rouentourisme.com Rouen Vallée de Seine – www.normandie-tourisme.fr