A rota dos "Grands Crus"

  • © Turismo da Borgonha

A rota dos "Grands Crus" bourgogne fr

A rota turística dos “Grands Crus” atravessa a parte mais prestigiosa das vinhas da Borgonha com 38 vilarejos vinícolas da “Côte de Nuits” e da “Côte de Beaune”, entre Dijon e Santenay, numa distância de 60 km.

Em sua primeira parte: de Dijon à Corgoloin, a rota segue um eixo paralelo ao “Ex N74”. Nesta prestigiosa “Côte de Nuits” se encontram os maiores vinhos tintos do mundo, dentre eles 24 “Grands Crus” de um total de 33 que a Borgonha conta (Chambertin, Clos de Vougeot, Romanée-Conti...).

Depois de Corgoloin se encontra a região da “Côte de Beaune” até a colina das Maranges. Terra abençoada do “Chardonnay” que produz os maiores vinhos brancos secos do mundo com o Corton Charlemagne, o Montrachet ...

Essa paisagem montanhosa orientada para o este e para o sul pode ser percorrida de carro ou de bicicleta. É na verdade uma faixa estreita que se estende em um eixo norte-sul, onde a largura não excede nem 2 quilômetros e a altitude varia de 300 à 400 metros. A rota é indicada por placas de fundo marrom com um cacho de uvas branco.

Ao longo dessas colinas suaves, as vinhas se estendem em fileiras entre cada vilarejo distantes de alguns quilômetros uns dos outros.

 

 

Mais informações