A região que deu origem à bebida

A região que deu origem à bebida

 

Champagne é a região de uma bebida real: o champagne. Inclusive, « só é champagne se for de Champagne! ».

Se há um vinho que ultrapassa o simples estatuto de bebida, é o champagne, que no mundo inteiro simboliza celebração e festa. Antigamente bebida da consagração dos reis, ele é um dos florões mais famosos da gastronomia e da arte de viver francesa. Mais de 330 milhões de garrafas de champagne são vendidas por ano.

O vinhedo de Champagne, que foi o primeiro a ter uma denominação de origem controlada, em 1908, abrange atualmente 34.000 hectares, ou seja, 90% da região de apelação. Ele se estende por quatro regiões principais: «la Montagne de Reims», «la Côte des Blancs», «la Vallée de la Marne» e o vinhedo de Aube, «la Côte des Bar».

Champagne-Ardenne

Nessa região de denominação controlada, apenas 3 uvas são autorizadas: Pinot Noir (vermelha), que traz os aromas de frutas vermelhas, a potência e o corpo; Pinot Meunier (vermelha), que é responsável pelo caráter “redondo” do vinho, e Chardonnay (branca) que dá a fineza e favorece a duração graças a seus aromas e ao seu grande frescor.

Champagne-Ardenne

O champagne é obtido por uma segunda fermentação em garrafa e um envelhecimento mínimo de 15 meses para os bruts e de 3 anos para os milesimados.

Apenas os vinhos provenientes da área de denominação Champagne podem se prevalecer da elaboração oficialmente chamada de « Méthode Champenoise ». Hoje em dia, 90% dos vinhedos da região pertencem aos 15.000 produtores locais, que após a colheita podem vender suas uvas às Maisons de Champagne ou confiá-las a cooperativas. Cerca de 5.000 entre eles utilizam sua colheita para elaborar os « Champagnes de Vignerons », vinhos expressivos, marcados pelas particularidades de seu território.

 

Venha visitar nossas célebres maisons de Champagne (Moët & Chandon, Mercier, G.H. Mumm, Drappier,…) e descobrir todos os segredos de fabricação do champagne: das origens de sua descoberta pelo monge Dom Pérignon aos métodos de produção atuais. É claro que toda visita guiada das caves termina com uma boa degustação desse precioso néctar, sinônimo de alegria e de festa, e que reflete tão bem a atmosfera que reina em Champagne.

Nós o convidamos a explorar também os quilômetros de caves sob a Avenue de Champagne, a « Champs-Elysées » local, em Epernay, antes de degustar os champagnes de renome mundial.

E por que não vir em setembro, na época das colheitas? Experiência única, em que o bom humor e a paixão por esse vinho reúnem todos os amantes do champagne. E por que não vir em setembro, na época das colheitas? Experiência única, em que o bom humor e a paixão por esse vinho reúnem todos os amantes do champagne.

 

Mais informações

 

Contato Profissional: Romain TILLY
Tel.: +33 (0)3 26 21 85 80
E-mail:
tilly@tourisme-champagne-ardenne.com

www.tourisme-champagne-ardenne.com

 

 Champagne-Ardenne