As Praias da Martinica

As Praias da Martinica

      Caminhe pela manhã por Les Salines, a praia de areias brancas em formato de croissant, cujo nome é uma referência aos pântanos de sal situados ao sul da Martinica, e respire fundo: a cálida água azulada murmurando suavemente, os coqueiros quase horizontais, vergados pelas rajadas de vento, os cantos dos pássaros e o vermelho das árvores de flamboyant. <?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

     Dirija-se ao norte da ilha e admire Diamant, uma impressionante parede rochosa que esconde um dos melhores locais de mergulho da região. Em minutos, a praia adquire vida com a chegada de famílias e suas esteiras, vendedoras loiras de biquíni que exibem os próprios produtos e cozinheiros creole carregando bandejas com pedaços de coco fresco. Ao longo do dia, turistas e moradores se misturam e curtem a maior das praias da Martinica.

     Um cenário bem diferente é visto na área Prêcheur, perto da ponta da Martinica. Pare no Anse Céron, à sombra do mítico Mount Pelée. Aqui, a floresta tropical é onipresente, com suas videiras e samambaias gigantes. Mesmo na costa, a natureza é quem manda, das areias negras vulcânicas à água verde iridescente. Pratique snorkel em torno da praia, onde peixes tropicais brincam de esconde-esconde com anêmonas e ouriços.

     Caso você deixe a seu paladar o poder de decidir onde passar o dia, o Le Carbet é para você. Entre o Fort-de-France e Saint-Pierre fica o lugar onde o navegador Cristóvão Colombo aportou em 1502 (pelo menos é o que a lenda garante). Reserve um lugar confortável no Le Petibonum e curta. Deliciosos coquetéis caseiros – a mais famosa piada da Martinica é que todas as estradas levam ao rum – abrem o caminho para a gastronomia do celebrado chef Guy. Lagostim em molho de baunilha, flã de um tipo de abóbora da região, ou moluscos marinados. Com sua cozinha aberta de frente para o mar e seus shorts curtos, Guy tornou-se uma celebridade local.

     Se você adora uma paisagem mais impressionante e ondas poderosas, a península Caravelle pode ser a escolha certa. A ponta escarpada no lado do Atlântico é hoje administrada como parque nacional e há diversas praias para se escolher. Anse Bonneville também é conhecida como a Praia dos Surfistas; Anse L’Etang é onde estão os ventos mais fortes. Seja qual for sua escolha, lembre-se de jamais tocar na tóxica árvore Mancenillier, identificada geralmente por um aviso vermelho no tronco.

Ao final do dia, os pássaros cantam mais alto e as cores explodem sobre as praias.

Um brinde à Martinica.