Paris se rende a Niemeyer

Paris se rende a Niemeyer Paris fr

A aventura da construção de Brasília, que acaba de completar 53 anos, é retratada em uma exposição em Paris que presta homenagem a seu criador, o arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer. Intitulada Brasília, meio século da capital do Brasil, a exposição ficará até junho na sede do Partido Comunista da França, projetada por Niemeyer em 1966 e concluída em 1971. No Espaço Oscar Niemeyer,cerca de 200 peças, entre documentos inéditos, fotografias históricas, objetos raros e uma enorme maquete, evocam a construção de Brasília, principal legado de Niemeyer, morto em dezembro passado aos 104 anos. "O objetivo dessa exposição é apresentar Brasília ao mundo, uma das principais obras de arquitetura do século 20", explicou a curadora Danielle Athayde na inauguração.
"Queríamos homenagear o espírito de Niemeyer, que deu ao concreto o ar da liberdade, a mesma liberdade que guiou seus pensamentos e sua orientação política", disse.


A mostra presta homenagem também ao urbanista Lúcio Costa e ao paisagista Roberto Burle Marx, inclui fotos de monumentos históricos da capital projetada e construída a mando do presidente Juscelino Kubitschek, uma das flguraschave no nascimento da cidade.


A exposição, que já foi um grande sucesso na Espanha, Portugal, Argentina, Chile e índia, viajará a Londres e Nova York, segundo a curadora.

 

Calendário

Ponto de interesse