Os parques regionais naturais de Midi-Pyrénées

Os parques regionais naturais de Midi-Pyrénées

Abertos, vivos e focados num turismo de qualidade, os 4 parques naturais regionais de Midi-Pyrénées os convidam a descobrir seu notável patrimônio natural, cultural e humano. Explorar o parque natural regional dos ‘Grands Causses’ (Aveyron) fará você aprender a conhecer o país de Millau, o ‘causse’ de Larzac, o ‘causse’ Noir, os desfiladeiros da Dourbie, o país do roquefort.

O parque natural regional de Haut-Languedoc (Tam/Hérault) constitui um reino de grandes caminhos, de floresta, de tranquilidade e de pássaros. Os montes de Laucane, o Sidobre com seus rochedos de granito ou mesmo a Montanha Preta estão entre estes esplêndidos espaços naturais.

O parque natural regional de ‘Causses du Quercy’ conta com locais turísticos importantes como Rocamadour, Saint-Cirq-Lapopie ou o abismo de Padirac. Mas ainda, é na arquitetura pastoral feita de pedras secas que se exprime a alma de suas paisagens.

Ao sul de Midi-Pyrénées, o parque natural regional dos Pirineus Ariégeoises é um reservatório de biodiversidade único encontrado na Europa e abriga uma excepcional concentração de grotas pré-históricas que remetem às origens da humanidade.

O parque regional natural de Aubrac está em processo de criação. Montando um cavalo nos departamentos de Aveyron, Lazère e de Cantal, você apreciará um patrimônio rico de diversidade e sabores, da tome de Aubrac, à faca de Laguiole e paisagens mágicas com florestas e infinitos campos de pasto.

O parque nacional dos Pirineus

O parque nacional dos Pirineus se estende por uma centena de quilômetros de Este à Oeste, no coração dos Altos Pirineus. Aqui os contrastes são vivos entre cumes vertiginosos e vales verdes, o branco dos cumes e reflexos dos pequenos vilarejos nos tetos de ardósia.

Reino das alturas, dos lagos em altitude e dos panoramas espetaculares, ele é explorado a pé sobre suas numerosas vias para a caminhada. O meio mais certo de se apreciar a beleza soberana da natureza e perceber marmotas e Camurças-dos-pirineus que povoam este território grandioso.