Os imperdíveis da Borgonha

  • © Turismo da Borgonha

Os imperdíveis da Borgonha bourgogne fr

Se a Borgonha foi particularmente abençoada pela natureza, ela também deve sua excelência à sua história, aos homens que a construíram e aos locais que assim foram erguidos por eles. Certamente é sobre seu patrimônio que a Borgonha tem mais a dizer. Seus monumentos se sucedem: castelos, igrejas romanas, basílicas, abadias e outros locais de alta espiritualidade, parques e jardins, sem esquecer os locais classificados no patrimônio mundial da UNESCO.

 

Os locais UNESCO:

 

A colina de Vézelay e a basílica Sainte-Madeleine

Vézelay, a colina eterna, era um lugar de peregrinação por excelência: ponto de partida, local de encontro das Cruzadas assim como daqueles que se arrastavam até Saint-Jacques-de-Compostelle, mas também e antes de tudo, daqueles que atiravam as relíquias da santa Marie Madeleine.

 

A abadia cisterciense de Fontenay

Fundada em 1118 por Saint-Bernard e notavelmente conservada, a abadia de Fontenay oferece uma perfeita imagem do que era uma grande abadia cisterciense, aliando um plano muito funcional a uma excepcional qualidade.

 

O convento de “La Charité-sur-Loire”

Etapa no caminho de Saint-Jacques-de-Compostelle e cidade monástica renomada durante grande parte da Idade Média, a “Charité” é desde sempre uma etapa marcante para os peregrinos.

Fundada em 1059 às beiras do Loire, o convento da “Charité” podendo conter 5000 fieis, era o núcleo em torno da onde se organizava o desenvolvimento da pequena cidade. A restauração da sala capitular do convento da “Charité-sur-Loire” tinha acabado de ser feita. Incendiada em 1559, vendida como bem nacional em 1793, o grande monastério da “Charité-sur-Loire” foi abalado e mutilado antes de ser absorvido pela camada urbana.