Notre Dame de Pontmain, a Nossa Senhora quase desconhecida da Franca

Notre Dame de Pontmain, a Nossa Senhora quase desconhecida da Franca Pontmain fr

Por Liane Alves

 

Poucos, muitos poucos, até mesmo entre os franceses, sabem dessa historia. Quarenta e um anos depois da aparicao da Nossa Senhora da Medalha Milagrosa à Catharine Lebouré, em Paris, e treze anos apos a visao de Bernadette Soubirou da Imaculada Conceicao, em Lourdes, os habitantes de um vilarejo nq planicie  normanda também testemunhariam um evento de carater miraculoso no rigoroso inverno de 1871.

Era uma época muito difîcil, durante a guerra Franco-Prussiana. Os moradores da aldeia temiam a invasao do exército inimigo a qualquer momento, e se reuniam todos os dias na pequena capela paroquial para rezar. Durante as oracoes daquele domingo, haviam chorado pelos 38 jovens da cidade que tinham sido chamados para a guerra, dos quais nao se tinha mais nenhuma noticia. Camponeses e pobres, os moradores de Pontmain nao tinham como se defender, e o clima era de muita tensao.

Passava um pouco depois das cinco da tarde do dia 17 de fevereiro daquele ano e os irmaos Joseph e Eugéne Barbedette ajudavam a reunir a forragem para alimentar os cavalos dentro do estabulo, enquanto seus pais escutavam os relatos da vizinha sobre a noticia do iminente ataque do exercito prussiano à aldeia.  Foi quando Eugéne, na época com 12 anos, sentiu um desejo de ir para fora olhar o céu, para ver o tempo. Ao sair, ele vê pairando no ar acima do estabulo uma senhora de manto azul índigo cheio de estrelas douradas, como as que se viam no teto da capelinha paroquial. Seu irmão Joseph, de 10 anos, sai para fora e também a vê. Eles estao extasiadas mediante a beleza da senhora. Os pais são chamados, mas nada enxergam no céu. Apela-se então para as freiras da escola local, e elas trazem outras crianças. Mais duas jovens atestam que são capazes de ver a Virgem e repetem a mesma descrição dos meninos. Pouco a pouco, a vizinhança se aproxima. Só as crianças vêem a aparição. Lentamente, se desenha uma frase no céu. Os meninos, quase analfabetos, ditam letra por letra as palavras que aparecem. Assim é formada a mensagem que está escrita numa faixa aos pes da dama: ‘Rezem, minhas crianças. Deus vos atenderá em pouco tempo. Meu filho vai se deixar comover”. Quatro velas e um crucifixo vermelho se acrescentam depois à imagem da Virgem. A senhora nada diz. A aparicao dura três horas e as quatro criancas descrevem o que veem ate tudo terminar. Depois do acontecimento, os prussianos desistem inexplicavelmente do seu ataque e o armisticio é celebrado pouco tempo depois.

O cura local, o abade Guérin, fica tão impressionado que passa a lutar pelo reconhecimento da aparição da Virgem. Um ano após, em 1872, Nossa Senhora de Pontmain é reconhecida pelo bispo da regiao e a data de 17 de fevereiro é autorizada pelo Papa Pio IX para comemorar a data. Na cidade, atualmente ha uma programacao especial preparada para comenorar o dia 17 de cada mes, e uma grande peregrinacao anual no proprio dia de Nossa Senhora de Pontmain.

A forca da fe

Pointman hoje é um vilarejo de 864 de habitantes totalmente voltado para os peregrinos que ali chegam para fazer preces ou retiros. E possivel se hospedar com simplicidade e conforto tanto no Centro Pastoral quanto no amplo complexo do Relais Bocage ou no L'Auberge de l' Espérance. Na cidade, o estabulo permanece como ha 141 anos, e ali podem ser vistos videos sobre o acontecimento. A capela foi totalmente recuperada para permanecer como era no seculo passado. Tambem ha uma imponente basilica em estilo neogotico contruida pelos próprios habitantes no seculo 19, com a orientação à distância dos arquitetos. A basilica é inaugurada em 1900, apenas 30 anos apos a aparicao.

 

A Virgem de Pontmain ainda é pouco conhecida, mesmo na Franca. Mas a fé é grande nos corações dos habitantes da cidadezinha. Eles acreditam firmemente que a devoção dedicada à senhora do manto estrelado e da esperanca ainda será, um dia, mundial. Portanto, se voce for a Normandia, nao deixe de conhecer esse povoado que testemunha tanto amor e devocao. 

 

Mais informações