Especialidades gastronômicas de Champagne

  • Queijo Chaource

    © Ferme des Tourelles

    Queijo Chaource

    © Ferme des Tourelles

  • Biscoitos cor-de-rosa

    © Bruno Gouhoury

    Biscoitos cor-de-rosa

    © Bruno Gouhoury

  • Trufas

    © PH LEMOINE

    Trufas

    © PH LEMOINE

Especialidades gastronômicas de Champagne champagne fr

Finesse e elegância são sinônimos da gastronomia de Champagne e muitos pratos locais podem ser combinados com um champanhe, tornando uma combinação única.

O refinamento também se reflete em muitos dos ingredientes, embora o aspecto rural da região também ofereça produtos "terroir".

Presunto de Reims 

O famoso presunto da capital de Champagne é uma especialidade obrigatória.

A noz-moscada, a salsinha e as chalotas são adicionadas ao presunto e a carne de porco, que é então cozida antes de ser temperada e revestida com pão ralado amarelo.

Você pode encontrá-lo sendo vendido em um grande bloco retangular ou pequenos cilindros individuais.

Aproveite com salada e batatas dauphinoise ou simplesmente em cubos pequenos como um aperitivo, como os locais fazem, mas os cozinheiros usam em inúmeras receitas, assim você vai encontrar em menus em todos os lugares.

Mostarda de Reims

Embora os grãos desta mostarda não sejam mais cultivados na França, os produtores recentemente colaboraram para replantá-los em Dijon.

É apenas a Maison Charbonneaux-Brabant que manteve viva a tradição da mostarda de Reims, oferecendo uma gama de 12 receitas com reputação de qualidade e excelência.

A receita original é lisa e amarela pálido e deve seu sabor particular ao vinagre e à adição de especiarias.

Queijo

Champagne tem muitos bons queijos que valem a pena ser conhecidos.

Chaource é um queijo feito a partir de leite de vaca, com uma textura cremosa, ligeiramente friável e envolto em uma casca branca.

Ele é "amadurecido" por dois a três meses, mas muitas pessoas gostam de comer Chaource jovem, quando a casca é quase não está formada.

Chaource é o queijo ideal para harmonizar com champagne, bem como vinhos brancos delicados, como Chablis.

Langres também é produzido a partir de leite de vaca e manteve o rótulo de AOC desde 1919. É semelhante aoEpoisses, um pouco salgado e com um forte aroma.

Após cinco semanas de maturação, normalmente é consumido entre Maio e Agosto, mas também tem um excelente sabor de Março a Dezembro.

Experimente com o vinho tinto local Muid Montsaugeonnais ou um Vin de Coiffy.

Trufas

Originalmente consideradas inferiores aos seus primos ocidentais, as trufas de champagne são agora consideradas de igual qualidade e são melhor utilizadas no estado bruto para preservar o seu sabor delicado de avelã.

A produção varia de ano para ano e os preços variam em torno de €40 por 100g; O departamento de Marne também possui uma associação dedicada à proteção e promoção das trufas de Champagne e da vizinha Borgonha.

Biscoitos cor-de-rosa

Les biscuits roses de Reims, leve, crocante e com sabor a baunilha, são alguns dos biscoitos franceses mais antigos - os residentes locais gostam de mergulhá-los em uma taça de champanhe, uma vez que não quebram quando umedecidos.

A receita para este saboroso vem do século XVII, quando um padeiro Champenois queria aproveitar o calor do forno de pão entre lotes.

Ele teve a idéia de criar uma massa especial e assar duas vezes; A palavra "biscoito" significa, literalmente, "duas vezes cozido".

Os pequenos biscoitos eram originalmente brancos, mas os grãos de baunilha costumavam saborizá-los deixando pontos castanhos atraentes, de modo que o padeiro usava um tintura vermelha natural para cobri-los.

Compre-os na Maison Fossier na cidade, que os produz desde 1691.

Chocolates: Bouchons de Champagne

Estes chocolates escuros celestiais, cheios de licor Marc de Champagne e moldados em forma de rolhas de champanhe, são feitos na região desde a década de 1950.

Sua origem é um pouco misteriosa, geralmente atribuída a Guy Jubin, dono da antiga chocolateria La Petite Friande em Reims.

Eles fazem lembranças excelentes da região: encontre-as em boulangeries locais, onde são feitas no local ou fornecidas pelo famoso rótulo Chocogil.

Nós o desafiamos a comer apenas um!

A ver

Ponto de interesse