Era uma vez... Mônaco

Era uma vez... Mônaco Monaco fr

Em setembro de 2016 quando participei da formação “Turismo de Experiêncica em Mônaco” no evento Encontros a Francesa organizado pela Atout France, descobri o quanto meus conhecimentos sobre o Principado eram limitados e fiquei muito feliz com a perspectiva de conhecer melhor o destino graças à viagem de premiação.

Na semana passada, com o apoio da Air France que me levou com conforto e praticidade até Nice, fui passar 5 dias em Mônaco.

Esse pequeno Principado, de 2km2 entre mar e montanha, tem uma história quase milenar, além de uma situação geográfica extraordinária na beira do mar Mediterrâneo entre a França e a Itália, o que lhe confere uma cultura rica e única. As tradições, a gastronomia e o estilo de vida são o reflexo dessa dupla influência.

O principal atrativo de Mônaco é sua vocação ao luxo, pois desde o final do século XX e a construção do Cassino de Monte-Carlo, a Société des Bains de Mer se dedica-se a oferecer o que pode haver de melhor em hotelaria, entretenimento e gastronomia.

A aristocracia europeia foi a primeira clientela, seguida a partir dos anos 50 pela clientela americana do show business e pelo jetset do mundo inteiro a partir do século XXI.

Mas é engano achar que Mônaco é um destino exclusivo para milionários e que seu único atrativo é o glamour.

A cidade oferece alternativas de passeios para todos os bolsos e todos os gostos.

Vários programas culturais podem ser feitos gratuitamente: visitar a catedral e o bairro histórico do Rocher, assistir a troca da guarda (diária as 11:55), percorrer os cais do Porto Hercules para ver os luxuosos iates, perambular no bairro de Monte-Carlo para admirar a arquitetura Belle Epoque dos prédios e os carros de luxo que transitam em torno do casino, passear pelos maravilhosos jardins públicos, enfim admirar os deslumbrantes panoramas que a cidade oferece sobre o mar Mediterrâneo.

Com um pequeno gasto, você vai se encantar com visitas temáticas (ou quem sabe ocupar um dos raros dias de chuva no principado): o museu oceanográfico com seus maravilhosos aquários, o palácio Grimaldi com sua coleção de obras de arte, a coleção de carros antigos do Príncipe de Mônaco, o jardim exótico com sua incrível gruta ou o casino de Monte-carlo com sua magnífica arquitetura.

Com sua intensa programação de eventos, o pequeno país atrai um público muito diversificado: aficionados (GP de Formula 1), apaixonados por tênis (Master Rolex Monte-Carlo) ou  apreciadores de música, arte, ballet e circo com vários festivais mundialmente famosos.

Para receber os turistas de todo o mundo, a hotelaria de Mônaco se desenvolveu em torno de dois pilares: a qualidade da oferta e a excelencia dos serviços. É surpreendente constatar a qualidade da decoração, o tamanho dos apartamentos e a atenção com os pequenos detalhes.

Desde dos hotéis mais simples aos hotéis de grande luxo, Mônaco oferece uma experiência em hospedagem de qualidade.

Tive o privilégio de me hospedar nos maravilhosos hoteis Fairmont, Metropole e Hermitage.

A gastronomia não fica para trás. Mais uma vez, existem opções variadas, desde os restaurantes estrelados de gastronomia francesa, italiana e japonesa até os  simpáticos bares e bistrôs.

Tive a oportunidade de descobrir vários restaurantes famosos. Todos foram excelentes. Meu preferido ?

Le Vistamar para a gastronomia francesa

Mozza para a descoberta da gastronomia italiana

Joel Robuchon para a mesa do Chefe

La Salière para a localização

Quai des Artistes para o ambiente

Saphir 24 para a vista

Falta dizer que a segurança é total; Nos tempos atuais é um poderoso argumento de venda, garantir ao turista a possibilidade de ir e vir sem preocupação a qualquer hora do dia e da noite.

Porém todas essas qualidades não são suficientes para descrever o principado.

Mônaco não seria Mônaco se não fosse governado pela familia Grimaldi, geração após geração.

Os 8.000 monegascos, os 30.000 moradores de mais de 130 nacionalidades (um certo formato de imigração...kkkk) e os 35.000 estrangeiros que trabalham no principado, gostam e apoiam o governo de Sua Altesa Serenissima o Principe de Mônaco.

Por isso viajar para Mônaco, foi para mim uma experiência de conto de fada.

A cereja sobre o bolo ? Chegar de helicoptero ao principado: 8 minutos do aeroporto de Nice ao heliporto de Mônaco !

Nos 3 dias inteiros que passei no principado realizei passeios, curti a gastronomia e vivencei a perfeita combinação da “Dolce Vita”e do “Savoir-Vivre”.

Sugiro uma estadia um pouco mais longa (5 ou 6 dias) para poder descobrir junto a maravilhosa região em torno de Mônaco: a Côte d’Azur.

Mônaco é sem dúvida um dos melhores destinos turísticos do mundo!

Obrigada a Atout France e a Air France que me proporcionaram essa experiência, a Mara Pessoa da representação do turismo monegasco no Brasil que organizou minha estadia e a Laurence Aquilina do escritório de turismo do governo de Mônaco, que foi minha anfitriã nesses 5 dias. Com sua gentileza e profissionalismo, ela foi a melhor embaixadora possível para o Principado.

Pode seguir a pagina do facebook da Biarritz Turismo para maiores informações sobre os hotéis, os restaurantes e os passeios e o instagram da Biarritz Turismo ver as fotos.

Em breve o site da Biarritz Turismo irá propor vários pacotes para Mônaco.

Ponto de interesse