Em busca do tempo perdido

Em busca do tempo perdido

artigo fornecido por MEET->IN n°98 Março 2009 BEDOUK Meetings & Events Media www.bedouk.fr

Os castelos, abadias e outros edifícios históricos são locais mágicos para se voltar ao tempo. Muitas vezes em trajes de época, os convidados revivem a história durante um dia, uma noite ou um final de semana, para reforçar o espírito de equipe ou somente para se divertir.

Brincar sob um tenda de pele de animal, duelar com seu colega de trabalho com armaduras ou vigir-se de galante com perucas em meio a marcenarias preciosas de um salão do século XVII, sai um pouco da rotina quotiana!  Este é o objetivo desses incentivos que nos levam para fora do nosso tempo, em locais extraordinários. 

«Estar mergulhado num cenário original e fora do mundo aumenta a efiácia do incentivo, afirma Nicolas Blanquet, gerente da Fair-Incentive. Os participante sentem-se verdadeiramente nesses ambientes, e mudam de época, de pele e se esvaziam.O fato de estarem fantasiados e de participar de desafios de uma outra época, reforçam sua implicação, eles estão 100% dentro! »

Há dez anos, Fair-Incentive organiza desafios medievais em Languedoc-Roussillon, uma região rica em patrimônio histórico da Idade Média.

erfeitamente adaptada a coesão do grupo, seus desafios permitem aos participantes passar por diferentes etapas conduzindo-o ao título de cavalheiro.As equipes devem proceder a uma enquete sobre os residentes do castelo que os acolhe, que normalmente datam entre os séculos XII e XVIII.Cada participante tornam-se escudeiros do Senhor, cujo objetivo é ser consagrado cavalheiro.Cada um melhora suas aptidões em torna-se um cavalheiro, ultrapassando diversos desafios lançados à equipe: caligrafia com pena, arco e flecha, combate com espadas à duas mãos, iniciação à heraldique (criação de um brasão), jogos de investigação, exploração das catatumbas.

No almoço, aperitivo à hidromel e refeição medieval servida numa prancha de madeira.

No fim do dia, os mais valorosos cavalheiros serão consagrados com uma cerimônia tradicional. Um espetáculo medieval também pode ser organizado no castelo com festim ou um jantar na cité de Carcassonne, ponto alto da Idade Média. No outro dia, é possível seguir a viagem no tempo com um percurso de iniciação ou uma caça ao tesouro através das ruelas da cité medieval, mais orientada para a vida cotidiana da idade média.

« Os incentivos históricos interessam a um largo público, raros são os participantes que não jogam o jogo, explica Pierre Baron, diretor de Péritrek, agência de incentivo localizada à 20 Km de Sarlat. No que se refere aos acessórios, quanto maior a hierarquia, maior o investimento em trajes e fantasias de época. Porém, é mais raro para um comitê de direção por exemplo, ainda que... ». É comum ignorarem o local para onde vão, assim vão se deixando surpreeender e « embarcar » na aventura.

Como especialista em incentivos esportivos, Péritrek oferece duas viagens ao tempo: uma para a Idade Média, em diversos castelos do Vale da Dordogne e a outra que permite voltar a pré-história, no Vale de Vézère.

« Nós conhecemos muito bem a região e os proprietários, que nos dão acesso a locais excepcionais», confirma Pierre Baron. Fortes trogloditas, grutas, abrigos nas rochas...O vale da gruta de Lascaux é repleta de locais propícios para praticar a caça com zarabatana, a pintura e a gravura na rocha, ou aprendre a nutrir-se com o que existe na natureza, todos festidos com peles de animais.

A noite, assiste de uma gruta e aquecidos por uma fogueira o céu estrelados, antes de uma noite num confortável hotel de 3 ou 4*.

Num espírito mais cultural, muitas vezes associados a prêmios de incentivos, a agência Parenthèse Océan Voyages recentemente organizou um incentivo em torno da Abadia de Fontevraud, para um grupo de empresários e seus cônjuges. Um programa concebido e desenhado pelos guias associados à agência.

Ele começou em Angers, pela descoberta da tapeçaria do Apocalipse no castelo forte de Angers, em seguida por um almoço na cozinha medieval do castelo de Brissac.

Depois dirigiu o " Gigante do Val de Loire " para uma visita guiada e uma degustação de vinhos do dominico da adega : Anjou village e rosé d’Anjou. Ambiente lúdico também graças a uma iniciação ao Forte de la Boule, jogo típico local onde os jogadores lançam uma bola que não propriamente redonda, num terreno que não propriamente plano...

A noite, os hóspedes jantam em Fontevraud e visitam a Abadia. É muito importante esta cidade monástica do século XI, túmulo dos Reis Plantagenêts, foi dirigido por mulheres (até 300 religiosas), e tornou-se uma prisão de 1804 a 1963.

« a história retraçada através dos castelos e abadias seduzem, pois ela dá referências, raízes. Ela não deixa ninguém indiferente, afirma Josette Alabert, responsável de grupos da Parenthèse.

Mas é certo que tudo repousa sobre o conhecimento dos guias e sua capacidade de comunicar e adaptar-se ao grupo. »Num registro mais intimista também baseada na troca cultural, a agência Fair-Incentive organiza há três anos encontros no castelo em Aveyron. Pierre Dussert de Rougemont, autêntico Marquês, ecebe no castelo da família e apresenta a arte da etiqueta à mesa e todo seu conhecimento do século XVI, a interpretação dos brasões ou o esotérismo da Renascença.

« O sucesso dessas visitas ao castelo tende enormemente a personalidade carismática do marquês, diz Nicolas Blanquet. Autenticidade é fundamental». É fácil imaginar, as animações históricas não se improvisam e não sofrem do amadorismo. Não basta alugar um castelo e alguns trajes para iludir.

Especializados na reconstrução e na animação histórica, viajantes do tempo revivem todas as épocas no castelo, domínios e edifícios classificados como Monumentos Históricos: a antigüidade, a idade média,a Renascença, a  Revolução e o Império.

«Nós trabalhamos com profissionais como comediantes, músicos, dançarinos, saltimbancos, contadores e especialistas em poesia », detalha Bernard Bertel, co-gerente e associado dos Voyageurs du temps. Trajados segundo a época, os convidados são muitas vezes participantes e espectadores.