Bordeaux, Cidade de arte e de história

Bordeaux, Cidade de arte e de história

Bordeaux, capital da região Aquitaine está inscrita como Patrimônio Mundial da UNESCO desde de junho de 2007. É o primeiro conjunto arquitetônico urbano distinto, de superfície tão vasta e complexa: 1810 hectares, quase a medade de toda a extensão da cidade. Antes de sua inscrição como patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO, Bordeaux, cedeu seu nome ao primeiro vinhedo de vinhos finos no mundo e conheceu sua idade de ouro no século XVIII.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Hoje, Bordeaux orgulha-se de sua herança do passado e prentende preservá-la. A cidade, todavia, não se parece nada com um museu e, inúmeras obras contemporâneas a redesenham valorisando seu patrimônio natural e histórico. Um bonde elétrico, o tramway, cujos fios são subterrâneos para não prejudicar o meio ambiente, faz a ligação entre os dois lados do rio. Na Place Pey-Berland inteiramente remodelada que permite apenas pedestres, emerge a Catedral de Saint André (gótica).

O pátio Cours de l’Intendance, uma das artérias principais da cidade, reservado aos pedestres (somente o bonde está autorizado a trafegar) é um lugar com lojas, muito bom para um passeio e fazer suas compras. Em sua extensão e, nas proximidades do rio, o pátio Cours du Chapeau Rouge recebe regularmente exposições de arte ao ar livre.

No cais, margem esquerda, aproveita-se da vista e da passarela, os pedestres, os ciclistas e os adeptos dos patins, lá se cruzam. Encontra-se também espaços para as brincadeiras de criança e pista de skate que é frequentada por muitos adolescentes. Os restaurantes, as guinguettes, lê-se ganguetes, são os bistrots, e também o mercado aos domingos e o mercado de produtos orgânicos nas quintas-feiras são atrativos do lugar. O Quai des Marques, reune várias butiques com liquidações permanentes (roupas, cama, mesa e banho, sapatos, louças…). O espelho d’água: com apenas alguns centímetros de profundidade, reflete as fachadas dos hotéis e a fonte das Trois Grâces. Os jardins dos cais com seus canteiros floridos que mudam ao ritmo das estações do ano e emolduram o Quai de la Douane e a Place de la Bourse. Do outro lado da ponte Pont de Pierre, há quadras para práticas poliesportivas (basquete, handebol).

Da margem direita tem-se a mais bela contemplação da cidade: alguns restaurantes estão instalados à margem do rio.

Mais informações:Ofício de Turismo de BordeauxInformações e reservas:www.bordeaux-tourisme.comTel.: + 33 (0)5 56 00 66 00