Apresentação CPM FranceGuide 2010

Apresentação CPM FranceGuide 2010

  

O Centre Pompidou-Metz vai abrir as portas em maio de 2010! Venha e descubra todas as formas de arte criativa bem no coração da Europa.

O Centre Pompidou-Metz vai abrir as portas em maio de 2010! Venha e descubra todas as formas de arte criativa bem no coração da Europa.A apenas vinte minutos da cidade de Luxemburgo, 1 hora e 20 minutos de Paris com o trem TVG de alta velocidade e uma caminhada de dois minutos desde a estação ferroviária do centro de Metz, o Centre Pompidou-Metz oferecerá exposições e eventos, ao longo de todo o ano, em meio a uma atmosfera cheia de vida e energia.

A programação interdisciplinar e inovadora do novo Centro terá como base a internacionalmente renomada coleção do Centre Pompidou, Musée National d’Art Moderne em Paris, a maior coleção da Europa e a segunda maior do mundo. Como instituição-irmã e com o mesmo espírito do Centro Parisiense, o Centre Pompidou-Metz realizará exposições, apresentações de dança, teatro, música, filmes, conferências e eventos para que todos possam aproveitar.

As exposições temporárias e os eventos especialmente projetados no Centre Pompidou-Metz serão inspirados nas coleções do Centre Pompidou, Musée National d’Art Moderne em Paris. Essa coleção é verdadeiramente ímpar em sua diversidade e escopo, com mais de 60 mil obras de arte, representando os mais importantes artistas, graças a diversas doações e cessões excepcionais, dentre elas obras de Kandinsky (1976) e Matisse (2002).

O Centre Pompidou-Metz será aberto em maio de 2010 com a exposição inaugural intitulada Chefs-d’œuvre? (Obras-primas?) e apresentará mais de 500 obras de arte, examinando assim as noções de gosto, coleções, museus e apreciação artística. Uma ampla variedade de formas de arte estará representada, juntamente com workshops, projetos de arte e outros eventos educativos cujo objetivo é o de proporcionar um modo divertido e emocionante de se estabelecer uma conexão com as artes criativas.

Uma verdadeira obra-prima da arquitetura, o sensacional Centre Pompidou-Metz foi projetado por Shigeru Ban (Japão) e Jean de Gastines (França) em consonância com as metas do Centro e as novas restrições da arte contemporânea.

Seu esplêndido telhado expressa, de maneira notável, uma elegância estética combinada a uma técnica revolucionária, sob a forma de uma estrutura de madeira coberta com uma membrana translúcida. Jogando com a relação entre interior e exterior, os diversos espaços se desdobram ao redor do pináculo central de 77 metros, em uma referência a 1977, ano da inauguração do Centre Pompidou em Paris.

Com uma área total de 10.700 m2, seus diferentes espaços oferecem uma ampla variedade de possibilidades de programação. Três galerias de exposições e a Grande Nef (Grande Nave) – um espaço singular na Europa, capaz de abrigar e expor obras de arte de enormes dimensões – serão dedicadas às exposições.

Os espaços modulares do Centro podem ser adaptados para se adequarem melhor às obras de arte que estiverem sendo expostas. A diversidade dos espaços para exposições e a imensa vastidão da nave principal ajudarão a criar interpretações originais da arte moderna e contemporânea.

Conferências e filmes serão apresentados no Auditorium, e no Studio serão exibidas artes performáticas. A tentadora lojinha de livros e presentes ficará facilmente acessível aos visitantes no nível do fórum. Localizado acima do Studio, o restaurante oferecerá um grande terraço voltado para o sul, com uma esplêndida vista do jardim. A lanchonete interna abrirá para o jardim murado do Centro.

A atmosfera colhedora e a excepcional exposição Chefs-d’œuvre? (Obras-primas?) desse local de primeiríssima classe fará de sua visita ao Centre Pompidou-Metz em 2010 um grande evento, um banquete visual e uma viagem criativa!