Alimentar-se

  • © Cedric Helsly

Alimentar-se

 

Dos
inevitáveis fast-foods “à americana”, ou "à francesa", do tipo Pomme de
Pain
ou Brioche a Dorée…que encontramos forçosamente
em todos as esquinas das grandes cidades, podemos nos servir de mil e uma
maneiras.

 

 

Do jambon-beurre ao panini passando pelo falafel ou o
chiche-kebab (especialidade turca para quem está com muita ou pouca fome),  os simples sanduíches com diversos
sabores e origens variadas. Diversifique seus gostos! Para as pausas “sentadas”,
pizzarias, self-services (do tipo FLUNCH), creperias,…  com abundância e lhe servindo de boas e
pequenas refeições (o bife com fritas está entre o mais apreciado) a preços
bastante acessíveis.

 

Em todos os restaurantes, o pão, os couverts e a jarra de água
são gratuitos, e o serviço, embutido (15% do preço), mas uma gorjeta será sempre
apreciada (mesmo se não tem o costume de esquecer).

 

 Se você é
estudante, você pode comer nos Restaurantes Universitários (procure a lista
junto ao CNOUS www.cnous.fr ). Para as “bocas
finas”, as mesas podem ser de boa qualidade. E então, por quê não se servir de
uma grande mesa?... Se no seu guia faltam detalhes sobre este assunto,
consulte-os em outros locais. As livrarias possuem em abundância livros sobre
excelentes gourmets. Gault e Millau, Guide Hachette, Michelin, e
Petitrenaud…Eles são sempre uma ótima sugestão.

  

Bom apetite!