Aïnhoa

Aïnhoa

  

 

Um povoado com sua hospedaria no Caminho de Santiago de Compostela no final do século 12.

  Ainhoa é um vilarejo medieval nos limites da província de Labourd (País Basco Norte) e da Navarra. Esta comunidade, com vocação agrícola, de 1.619 hectares dos quais 501 são de florestas, conta com 650 habitantes vivendo em um burgo tipicamente medieval e oito bairros cujo o mais importante é o fronteiriço da Dancharia.

  As riquezas arquitetônica e ambiental, a originalidade de sua organização estrutural fortificada, a qualidade de seus hotéis-restaurantes, a diversidade do comércio e a autenticidade dos artesãos fazem de Ainhoa, classificada entre os "mais belos vilarejos da França", uma etapa obrigatória a ser visitada. <?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

  A Ordem dos Norbertinos (1120, Laon) criou o priorado de Urdazubi-Urdax e depois o vicariato de Ainhoa na primeira metade do século 13 para abrir um novo caminho para Santiago de Compostela. Em Labourd, dois itinerários importantes permitiam atingir a Espanha: um pela costa e outro por Ainhoa.

  O pequeno vicariato é transformado paróquia nobertina: o vilarejo de Ainhoa é construído segundo o desenho preestabelecido e, nos dias de hoje, pouco foi modificado. "As casas são perfeitamente alinhadas em cada lado da extensa avenida. Cada habitação possui um prolongamento para um jardim com a mesma dimensão da área erguida. Ao redor do vilarejo, os terrenos aráveis são divididos em lotes regulares... Estamos diante de um exemplo ideal de loteamento..." M. ELSO "Ainhoa".

  Disputada entre a Inglaterra e a Navarra nos séculos XII e XIV. Sem um acordo entre os dois reinos, Ainhoa fora destruída durante a Guerra dos 30 Anos (1618 - 1648) e reconstruída posteriormente. Exceto a igreja que data de 1629 subsistiu: Machitorénéa. A Revolução Francesa foi marcada pela deportação dos habitantes de Ainhoa e das aldeias vizinhas.

  A presença do maciço da Rhune, montanha mítica, e seu trem de altitude; cavernas pré-históricas dos vilarejos de Sare, Urdax e Zugarramurdi; a proximidade com as cidades de Saint-Jean-de-Luz e da Costa Basca, com a vizinha Espelette, das pimentas, com a estação de águas termais de Cambo les Bains, permitem à Ainhoa desfrutar desta localização privilegiada entre mar, montanha e campo, o agito da costa convivendo com a calma do interior.

  Atualmente, o nome "Ainhoa" é atribuído em alusão à aparição da Virgem Maria em um arbusto ("Arantza").

(informações retiradas do website oficial do Vilarejo de Aïnhoa)

Para mais Informaçõeswww.tourisme64.com

Comité Départemental du Tourisme du Béarn Pays BasqueEndereços:    Petite Caserne - 2 allée des Platanes - 64100 BAYONNE                   Délégation Béarn - 22 Ter, rue J.J. de Monaix - 64000 PAUTel. Bayonne: +33 (0)5 59 30 01 30Tel. Pau: +33 (0)5 59 46 52 52Fax. : +33 (0)5 59 46 52 46E-mail.: infos@tourisme64.com