Newsletter
  • Select your language
  • Português
  • Other languages

Borgonha

Há alguma coisa mágica que flutua aqui. Durante séculos e séculos o homem soube modelar sua terra, seu patrimônio, em relação a sua imagem. Gevrey-Chambertin, Meursault, Chassagne-Montrachet, Fuissé, Chablis... as vinhas deram à luz a alguns dos melhores vinhos do planeta. Adeptos da degustação se encontram então com certeza em Côte d’Or, em Saône-et-Loire é claro, no Yonne provavelmente e na Nièvre finalmente.

Deguste esta região de ponta a ponta. Porque se seu patrimônio é único, sua riqueza é múltipla. Dijon, Auxerre, Autun, Vézelay, Châlon-sur-Saône, Beaune, Nevers, La Charité-sur-Loire, Fontenay... são tantas destinações fascinantes por sua história, sua beleza, sua situação, o prazer que elas criam. Porque as nossas cidades e vilarejos não possuem somente uma alma, mas também um bom gosto.

Se aventurar na Borgonha é ouvir uma história em Puisaye, o país de Colette ou no Mâconnais, país de Lamartine; fazer uma parada espiritual em Cluny ou Vézelay; visitar Dijon, a capital dos duques da Borgonha ou Beaune, a capital dos vinhos da Borgonha; pegue o canal da Borgonha ou faça o “Tour de Bourgogne à vélo©”; relaxe, respire o ar puro entre florestas e montanhas, lagos e rios neste inacreditável Parque Natural regional do Morvan.

Descubra uma Borgonha de múltiplas facetas que se pode visitar a pé, de bicicleta, de carro ou de barco. A Borgonha sabe ser natural e relaxante. A Borgonha é definitivamente uma região onde se pode fazer tudo, ou quase tudo. Sem falar do charme, da convivialidade e da "gourmandise".