Festival Rio Loco

De 14 junho 2012 a 18 junho 2012
  • Le festival ¡ Rio Loco !

    Le festival ¡ Rio Loco !

    © © Ville de Toulouse - Patrice Nin ©

Festival Rio Loco TOULOUSE fr

Festival Rio Loco
De 13 junho de 2012 a 17 junho de 2012


O Festival Rio Loco consagra a sua 18ª edição à Lusofonia e a todos os países de língua portuguesa (Angola, Brail, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste).

A programação musical e artística está concentrada na Prairie des Filtres, de 13 a 17 de Junho, junto às margens do Rio Garonne.
O Festival Rio Loco fará uma homenagem a Cesária Évora, a grande cantora de Cabo Verde que, através de sua música, fez o mundo conhecer sua cultura.  Ao tratar de temas como em “Nha Sentimento” e de sentimentos nostálgicos das refinadas mornas do norte da ilha, será possível fazer uma viagem musical. O repertório retrospectivo da carreira de Cesária é composto por grandes sucessos, como "Saudade", "Angola", "Ligereza", entre outras canções bastante conhecidas, como "Besame Mucho".

A direção artística será confiada a Khaly, o menino-prodígio de Cabo Verde que acompanhou os últimos 15 concertos da artista. A banda de Cesária assegurará a melodia e acompanhará os diversos cantores convidados para a noite tão especial - de Tito Paris a Maria Alice, passando por Teofilo Chantre e Nancy Vieira. Estes foram os seus colaboradores mais fiéis, além de sua família, que estará presente para mais uma vez representar o povo de Cabo Verde e sua cultura tão fortemente enfatizada pela artista ao longo da sua carreira.
Venha assistir a uma noite de arte e conhecer as particularidades das atuações de Cesária Évora. Os participantes irão presenciar a performance da cantora, que defendia ”Quando eu viajo eu levo a minha cultura. As palavras cantam a minha terra e da minha vida que levo no Mindelo, em casa”, afirma a “Diva Descalça" ou a “Rainha da Morna”, estrela do mundo da música tão famosa e talentosa quanto Miriam Makeba ou Billie Holliday.
O apelido “Diva Descalça” vem do hábito de cantar de pés descalços em homenagem às mulheres e crianças que vivem na rua, em seu país. Com a sua voz rouca e seu balanço característico popularizou a morna, música típica de Cabo Verde.
Em 1985, a convite de Bana, proprietário de um restaurante e uma discoteca com música ao vivo em Lisboa, Cise (como era chamada pelos mais próximos) vem a Lisboa e grava um disco que passou despercebido à crítica, seguindo para Paris onde é "descoberta" e daqui, como aconteceu com outros cantores, partiu para os palcos do mundo.
Em 1988, grava "La diva aux pied nus", álbum aclamado pela crítica. Nesta fase da sua carreira, alguém tem um papel fundamental, que se manteve até o fim: o empresário francês José da Silva. 
Em 1992, Cesária Évora gravou "Miss Perfumado" e aos 47 anos torna-se uma estrela internacional no mundo da world music, fazendo parcerias com importantes músicos e pisando os mais prestigiados palcos.
Em 2004, Cesária Évora venceu o Grammy de Melhor Álbum World Music Contemporâneo com "Voz d'Amor" e foi condecorada, em 2007, pelo então Presidente francês Jaques Chirac com a Legião de Honra de França, país onde iniciou sua carreira internacional, tornando-se a voz cabo-verdiana mais conhecida do mundo. Foi também homenageada em seu país, com o prêmio Carreira na Gala do Cabo Verde Music Awards.
Morreu aos 70 anos deixando um vazio imenso no universo musical.

Mais informações sobre o Festival aqui: http://www.rio-loco.org/
Taxas de admissão: http://www.rio-loco.org/contactList.html

Duração

De 13 a 17 de Junho

Tarifas

http://www.rio-loco.org/contactList.html