Rendez-vous no Limousin

  • Limousin

    Limousin

    © CRTL Laetis

  • Limousin

    Limousin

    © CRTL Laetis

  • Limousin

    Limousin

    © CRT Limousin

  • Limousin

    Limousin

    © CRT Limousin

  • Limousin

    Limousin

    © J.M Péricat

  • Limousin

    Limousin

    © Régis Duvignau

  • Limousin

    Limousin

    © CRTL

  • Limousin

    Limousin

    © Agence Marco Polo

  • Musée de la Tapisserie d’Aubusson

    Musée de la Tapisserie d’Aubusson

    © CRTL Laetis

Rendez-vous no Limousin 87000 Limoges fr

Entre silêncio e sabores, rios e lagos, Limousin apresenta uma variedade infinita de cores, paisagens, culturas, cidades e aldeias alegres e acolhedoras. A qualquer momento, você ficará surpreendido: seu sonho será de voltar.

No coração do Maciço Central

Entrando na região de Limousin, você descobrirá uma paisagem de montanhas, vales e grandes lagos, no  Maciço Central. Desfrute da natureza: vale de Dordogne, parque natural Regional de Millevaches, Parque Natural Regional Périgord-Limousin. Arte e natureza convivem em Limousin: o Vale de Creuse, Crozant, atraiu os impressionistas. No lago de Vassivière, um espaço verdejante do Sudoeste, descubra o Centro internacional de arte e a paisagem da ilha de Vassivière. O território de Corrèze distingue-se por sua gastronomia, enquanto o Creuse impressiona pela natureza selvagem e o Haute-Vienne surpreende pelo know-how de prestígio: porcelana e esmalte de Limoges, luvas de Saint Junien.

Um patrimônio surpreendente

Em Limousin, a arte religiosa, ao longo do caminho de Santiago de Compostela (Via Lemovicensis, itinerário cultural europeu), irá com certeza te surpreender. De Crozant à Souterraine, seguidamente a Bénévent-l’Abbaye passando pela Catedral de Limoges, Solignac… Admire também a Igreja Saint-Pierre em Collonges-la-Rouge, uma das mais belas aldeias de França. Uzerche, Beaulieu, Solignac espantam pela beleza das suas igrejas românicas. Os castelos também fazem parte do património da região, desde o Castelo de Val, junto a um lago ao Castelo de Boussac, onde viveu George Sand, ou ainda o Castelo de Pompadour, que recebe o evento equestre da Grande Semana de Pompadour. Não muito longe destas áreas culturais, um local emblemático: a aldeia mártir de Oradour-sur-Glane e o seu Centro da Memória.

Especialidades regionais

O escritor Antoine Blondin gostava de dizer: "Em Limousin, não há caviar mas há castanhas". A castanha, cuja folha é o emblema do Limousin, é revelada no boudin de castanhas (enchido), na salada limusina e na pastelaria. Junta-se nozes, maçã e frutos silvestres (morango, framboesa ou mirtilo, aos cogumelos porcini e às melhores carnes produzidas no local: cordeiro, porco preto e aves. Você poderá provar estas delicícias durante as festas e festivais tradicionais: Festa da castanha em Dournazac (no parque natural Regional Périgord-Limousin), Frairie des petits ventres de Limoges, foires grasses e Festival do gado em Brive-la-Gaillarde.

O gado da região produze uma saborosa carne das mais famosas, a ponto de constituir as Jornadas da carne bovina limusina. Os mais gulosos poderão deliciar-se com os clafoutis e bolos de avelãs, acompanhados de cidra do Limousin. O licor de castanha ou aperitivos a base de castanhas, de nozes ou de frutos silvestres são também especialidades desta área.

Passeios em Limousin

Limoges, cidade de arte e de história, desperta os seus sentidos no Museu Nacional Adrien Dubouché. contendo mais de 10 000 peças de faianças e de porcelanas de todos os países, e no Museu das Belas Artes, cujo renome mundial reside na coleção de esmaltes que compreende do século XII até hoje.
Em Aubusson, o Centro Jean Lurçat deve o seu sucesso especialmente à tapeçaria que apresenta (patrimônio mundial da UNESCO). A segunda cidade do Limousin, Brive-la-Gaillarde, reserva muitas surpresas. O seu Museu Labenche apresenta a história da Corrèze. Dois acontecimentos importantes animam Brive: a Feira do Livro, segunda mais importante após a Feira do Livro de Paris, e o Festival de música clássica de Vézère. Bellac encanta pelo seu Festival Nacional de Bellac, um exemplo da ligação erudita entre teatro e jazz.

Para os pequenos, o Labirinto Gigante no coração dos Montes de Guéret oferece várias atividades e o Parque animal permite ver lobos em liberdade.

Related videos

 
 

Sponsored videos