O Castelo de Langeais

O Castelo de Langeais Lengais fr

Local onde aconteceu o casamento real entre Ana da Bretanha e Carlos VIII, o Castelo de Langeais oferece a experiência de visitar uma residência senhorial entre a Idade Média e a Renascença. De um lado, uma fachada impressionante e uma ponte levadiça em perfeito funcionamento; de outro, a elegância da Renascença.

A faceta do pátio do Castelo de Langeais

No lado da vila, o Castelo de Langeais tem todos os elementos de uma fortaleza. Sua ponte levadiça é acionada manualmente no momento da abertura ou do fechamento do castelo! Nas laterais do pátio, as fachadas expressam a influência da arquitetura da Renascença.

A visita ao Castelo de Langeais, construído durante o reinado de Luís XI, permite descobrir 15 salas mobiliadas e decoradas com belas tapeçarias dos séculos XV e XVI. É uma visita que revela todo o  “art de vivre” medieval. Durante todo o ano, o castelo propõe várias visitas e atividades recreativas para mergulhar em família no coração da Idade Média!

Foi aqui que, no dia 6 de dezembro de 1491, aconteceu o casamento histórico entre Ana da Bretanha e Carlos VIII, marcando, dessa forma, a reanexação da Bretanha ao reino da França. Você pode voltar no tempo e redescobrir essa união, na sala onde ela aconteceu, através da reconstituição que conta com 15 personagens de cera.

 A faceta dos jardins do Castelo de Langeais

O parque do Castelo de Langeais abriga os vestígios da torre de pedra mais antiga da França, construída no século X pelo conde de Anjou, Foulques Nerra. Atrás da torre, o andaime e engrenagens reconstituídos permitem entender melhor as técnicas dos construtores do ano mil! A visita prolonga-se pelos jardins de inspiração medieval e os leva até a cabana encravada em um majestoso cedro centenário que tirará o fôlego de crianças e adultos!

 

A ver